23 de jul. de 2021

Receita Federal libera consulta ao 3º lote de restituição do Imposto de Renda 2021

Receita Federal libera consulta ao 3º lote de restituição do Imposto de Renda 2021 (Reprodução)
A partir das 10h desta sexta-feira (23), o contribuinte que entregou a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física até meados de maio poderá saber se acertou as contas com o Leão. A Receita Federal liberará a consulta ao terceiro dos cinco lotes de restituição de 2021.

Esse será o maior lote de restituição da história em número de contribuintes. Ao todo, 5.068.200 contribuintes receberão R$ 5,8 bilhões. Do total, 4.913.343 contribuintes entregaram a declaração até 18 de maio.

O restante tem prioridade legal, sendo 13.985 contribuintes idosos acima de 80 anos, 95.298 contribuintes entre 60 e 79 anos, 8.987 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 36.616 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Consulta

O dinheiro será pago em 30 de julho. A consulta pode ser feita na página da Receita Federal da internet. Basta o contribuinte clicar no campo Meu Imposto de Renda e, em seguida, Consultar Restituição. A consulta também pode ser feita no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para os smartphones dos sistemas Android e iOS.

A consulta no site permite a verificação de eventuais pendências que impeçam o pagamento da restituição – como inclusão na malha fina. Caso uma ou mais inconsistências sejam encontradas na declaração, basta enviar uma declaração retificadora e esperar os próximos lotes.

Calendário

Inicialmente previsto para terminar em 30 de abril, o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física foi encerrado em 31 de maio por causa da segunda onda da pandemia de covid-19. Apesar do adiamento, o calendário original de restituição foi mantido, com cinco lotes a serem pagos entre maio e setembro, sempre no último dia útil de cada mês.

A restituição será depositada na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda. Se, por algum motivo, o crédito não for realizado, como no caso de conta informada desativada, os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Pernambuco terá horário das atividades unificado em todo Estado, entenda

As atividades esportivas também estão liberadas com limite de público (Reprodução/YouTube)
Em coletiva de imprensa, o Governo de Pernambuco autorizou as atividades do interior do Estado a funcionar no mesmo horário da Região Metropolitana, a partir da segunda-feira (26). A mudança se deu em decorrência da diminuição de novos casos graves nas últimas semanas no interior.

Os estabelecimentos comerciais estavam funcionando em horário reduzido pelo alto número de casos de Covid-19 registrados no primeiro semestre de 2021, pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

A secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, informou detalhadamente os horários de funcionamento. 
"Os bares e restaurantes, por exemplo, vão poder funcionar em todo o território estadual das 5h às 23h, todos os dias da semana e feriados. Já os shoppings centers e galerias comerciais estão autorizados a funcionar das 9h às 22h, em todo o Estado, nos dias de semana, fins de semana e feriados”, explicou.
As atividades esportivas terão o retorno do público, no limite de até 100 pessoas, com exceção dos jogos de futebol profissional em estádios. Todas as atividades podem acontecer até às 23h.

Foi reforçado que a população deve continuar seguindo todos os protocolos sanitários exigidos para evitar a volta dos casos graves e que o plano de convivência seja novamente endurecido.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

22 de jul. de 2021

Pernambuco supera 20% da população adulta com esquema vacinal contra Covid-19 completo

Vacina contra a Covid-19 da Janssen, de dose única - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Pernambuco superou, na última quarta-feira (21), a marca de 20% de sua população adulta com o esquema vacinal contra a Covid-19 completo - com a segunda dose ou a vacina de dose única.

De acordo com os dados mais recentes da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), 1.456.569 pernambucanos receberam a segunda ou única aplicação, o que corresponde a 20,16% da população acima dos 18 anos, estimada em 7,2 milhões de habitantes.

Ao todo, Pernambuco aplicou 5.332.026 doses de vacinas contra a Covid-19 desde o início da campanha de imunização no Estado. Desse total, 1.294.858 foram vacinados com imunizantes aplicados em duas doses e outros 161.711 pernambucanos que foram contemplados com vacina aplicada em dose única.

Em relação às primeiras doses, foram 3.875.457 aplicações. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 314.688 trabalhadores de saúde; 26.073 povos indígenas aldeados; 43.776 em comunidades quilombolas; 7.700 idosos em Instituições de Longa Permanência; 675.306 idosos de 60 a 69 anos; 603.128 idosos de 70 e mais; 2.463 pessoas com deficiência institucionalizadas; 410.016 pessoas com comorbidades; 33.263 pessoas com deficiência permanente; 63.591 gestantes e puérperas; 363.252 trabalhadores de serviços essenciais; 1.567 pessoas em situação de rua; 25.308 pessoas privadas de liberdade, além de 1.305.326 pessoas de 18 a 59 anos.

Em relação às segundas doses, foram beneficiados 237.942 trabalhadores de saúde; 25.804 povos indígenas aldeados; 32.006 em comunidades quilombolas; 5.943 idosos institucionalizados; 438.709 idosos de 60 a 69 anos; 510.451 idosos de 70 anos e mais; 1.191 pessoas com deficiência institucionalizadas; 36.587 pessoas com comorbidades; 631 pessoas com deficiência permanente; 5.594 trabalhadores de serviços essenciais; totalizando 1.294.858 pernambucanos.

Em relação à dose única, foram imunizados 1.882 idosos de 60 a 69 anos; 401 idosos de 70 anos e mais; 2.502 pessoas com comorbidades; 295 pessoas com deficiência permanente; 11.209 trabalhadores de serviços essenciais; 673 pessoas em situação de rua, além de 144.674 pessoas de 18 a 59 anos.

Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, 164 milhões de doses de todas as vacinas contra a Covid-19 que fazem parte do PNI foram distribuídas aos estados. Do total, foram aplicadas 126,6 milhões, sendo 91,4 milhões de primeira dose e 35,1 milhões de segunda dose e dose única.

Segundo o ministério, o número de pessoas que receberam a primeira dose representa mais da metade da população-alvo (57%) de 160 milhões de pessoas com mais de 18 anos no Brasil.

Quem está com a imunização completa (segunda dose ou dose única) representa 21,7% da população-alvo.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Detran-PE adere a sistema que permite desconto de até 40% em multas; veja como conseguir

Carteira Nacional de Habilitação também está disponível no app - Foto: Paulo Maciel/Detran-PE
O Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) anunciou, na última quinta-feira (21), que passa a integrar o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

O sistema permite desconto de até 40% no valor das multas, além de dar mais agilidade no tempo de emissão das notificações e fornecer aos proprietários informações das eventuais notificações de infrações de trânsito identificadas.

Os descontos são para infrações cometidas em todo o território nacional para veículo de fora e de dentro do Estado.

O proprietário do veículo pode optar por receber as notificações de forma eletrônica. Com o sistema eletrônico, as notificações deixam de ser enviadas em papel e ficam disponíveis apenas no aplicativo.

O usuário pode ter acesso aos detalhes da multa, copiar o código para pagamento e fazer o download do formulário para indicação do condutor infrator ou entrar com recurso.

Caso não concorde com alguma infração específica, poderá apresentar sua defesa, mas não terá direito ao desconto de até 40%, válido até a data de vencimento.

O benefício é disponibilizado multa a multa, não é generalizado para adesão ao sistema, mas para cada notificação reconhecida pelo condutor.

Como usufruir do benefício

O motorista deve se cadastrar no SNE no site do Denatran ou baixar o aplicativo do Carteira de Trânsito Digital (CTD) na Google Play ou Apple Store.

O habilitado deve informar CPF, e-mail, senha, o registro da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e um código de segurança do Certificado de Registro de Veículo (CRV).

Aqueles que não são habilitados, mas que possuem veículos registrados em seu nome, também podem se cadastrar. Nesse caso, informa os mesmos dados, menos a CNH. Já para pessoa jurídica, o acesso deve ser feito por meio de Certificado Digital (padrão ICP Brasil, tipo A1 ou A3) da empresa.

Há a possibilidade de cancelar o cadastro, mas as notificações encaminhadas até o dia do cancelamento serão válidas.

O SNE também inclui a Polícia Rodoviária Federal, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) que aderiram ao sistema como órgãos autuadores.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Caminhoneiros avaliam paralisação a partir de domingo (25)

A paralisação tem as mesmas pautas da greve do início de 2021. Foto: Arquivo/Agência Brasil
Está prevista para domingo (25), uma paralisação dos caminhoneiros do país. A categoria está insatisfeita com promessas não cumpridas do presidente Jair Bolsonaro e pela alta do diesel.

O grupo também cita a insatisfação com o fim da isenção do PIS/Cofins sobre o diesel, os preços elevados dos insumos para o transporte de cargas, maior fiscalização nas estradas para cumprimento do piso mínimo de frete e a aposentadoria especial para os motoristas. Essa é a mesma pauta da paralisação do início de 2021.

De acordo com o presidente do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), Plínio Dias, a mobilização começa no dia 25 e a adesão pode crescer na segunda-feira (26) e nos dias subsequentes.

Segundo o Estadão Broadcast, a Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) vai decidir sobre a adesão no movimento em reunião com seus associados amanhã (22). Já a Associação Nacional de Transporte do Brasil (ANTB), afirma apoiar a decisão.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Diario de Pernambuco

Câmara Municipal de Santa Cruz do Capibaribe anuncia concurso público

Foto: Divulgação
Para preencher o quadro de funcionários com cargos efetivos, a Câmara Municipal de Santa Cruz do Capibaribe realizará ainda este ano um concurso público. O contrato com a empresa organizadora foi assinado no dia 5 de julho pelo presidente da Casa.

A empresa que venceu a licitação e realizará o concurso é a Objetiva Concursos. Serão ofertadas 15 vagas distribuídas nos níveis fundamental, médio e superior.

Capilé destacou a importância do processo seletivo. “Estamos dando um passo muito importante na história da Câmara santa-cruzense. Pela primeira vez estamos às vésperas de realizar o concurso público. Pretendemos, a partir desse concurso, proporcionar a oportunidade dos santa-cruzenses assumirem, de forma efetiva, um cargo público nessa Casa de Leis,” destacou.

Em breve o edital será publicado com informações sobre inscrições, vagas e remunerações.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Blog Cenário

Municípios de Pernambuco mantêm intervalo de 60 dias entre doses da vacina da AstraZeneca

Vacina da AstraZeneca contra a Covid - Foto: Divulgação
O Ministério da Saúde (MS) voltou a recomendar que o intervalo entre a primeira e a segunda aplicação da vacina AstraZeneca seja de 90 dias. De acordo com a pasta, a decisão foi tomada após reunião do grupo técnico que assessora o Programa Nacional de Imunizações (PNI) e deve constar em documento técnico a ser enviado aos estados e municípios nos próximos dias.

Nas últimas semanas, houve divergências entre as recomendações nos âmbitos federal e estaduais. Diferentes locais do país autorizaram a antecipação da segunda dose do imunizante após 60 dias da primeira aplicação. Os estados argumentam que a medida pretende aumentar a proteção contra possíveis novas variantes, a exemplo da Delta, já em circulação no Brasil.

De acordo com a bula do imunizante, disponível no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina pode ser administrada com intervalo de 4 a 12 semanas entre as doses e níveis de eficácia que progridem ao decorrer do tempo. A médica infectologista Sylvia Lemos Hinrichsen, integrante da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), avalia que ainda não é possível definir com certeza se haverá ou não consequências em relação ao intervalo entre as aplicações.
“Ainda são muito controversas as evidências de antecipar vacinas nesse momento da Covid. Vamos ter que precisar esperar o tempo da ciência para que a gente possa ver as publicações, mostrando o que deveremos fazer no presente e no futuro, principalmente no futuro”, disse. “As vacinas foram planejadas para serem feitas de acordo com o que foi pré-estabelecido e, qualquer que seja a modificação, teremos que aguardar, não só as publicações, o próprio tempo da ciência, mas também os consensos das autoridades, não só nacionais, como também mundiais. Enquanto isso, a melhor vacina é aquela que chega primeiro no seu braço”, completou.
Aplicação em Pernambuco

Em Pernambuco, os municípios têm a possibilidade de finalizar o esquema vacinal da AstraZeneca entre 60 e 90 dias, após a primeira dose. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), a decisão foi validada pelo Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19, a partir da análise de dados científicos, e pactuada entre o Estado e os municípios em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). Em nota, o órgão reforça, ainda, que as cidades que anteciparem o prazo para a segunda aplicação devem utilizar apenas as doses já destinadas para esta fase.

A Secretaria de Saúde do Recife, também por nota, esclarece que, como já agendou todas as 120 mil doses de AstraZeneca enviadas pelo Ministério da Saúde para serem usadas exclusivamente como segunda dose, voltou a considerar o intervalo de 90 dias entre a primeira e a segunda aplicação. No entanto, afirma o órgão, à medida que o MS enviar novas remessas suficientes de segunda dose do imunizante, a Secretaria voltará a aplicar no intervalo de 60 dias.

Já a Secretaria de Saúde de Olinda informou, em nota, que mantém o intervalo de 60 dias entre as doses, baseado em estudos técnicos do próprio Ministério da Saúde, mas que com o novo anúncio do Governo Federal, está avaliando a medida e pode voltar a seguir a recomendação do prazo inicial de 90 dias.

Em contato com a reportagem, a assessoria de Comunicação de Jaboatão dos Guararapes informou que seguirá a pactuação estadual, mantendo o prazo entre 60 e 90 dias, enquanto houver estoque para a segunda dose. Já o município de Paulista não retornou o contato até o fechamento desta matéria.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

21 de jul. de 2021

Compesa suspende reajuste de 11,9% da tarifa social da conta de água

 Torneira - Foto: Pexels
A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) anunciou, nesta quarta-feira (21), a suspensão do reajuste de 11,9% da tarifa social da conta de água e esgoto.

De acordo com a companhia, a fatura permanecerá nos atuais R$ 9,44, uma medida que beneficia cerca de 600 mil pernambucanos.

Na última terça-feira (20), foi publicada pela Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe) uma resolução com o reajuste, que elevaria o valor da tarifa social a R$ 10,56 a partir de 19 de agosto.

A Compesa, atendendo a uma recomendação do Governo do Estado em virtude da pandemia de Covid-19, solicitou à Arpe a suspensão do aumento para a tarifa social.
"Vale destacar que os clientes da tarifa social foram contemplados com a isenção do pagamento da conta no período de março a setembro do ano passado e, novamente, de março a maio deste ano", ressaltou a Compesa.
Para as outras categorias, o reajuste será aplicado a partir de 19 de agosto.

Clientes residenciais com consumo de até 10 mil litros, por exemplo, pagarão R$ 50,50 por mês em vez de R$ 45,13 como até então.

O aumento será o segundo deste ano. Em janeiro, a Compesa já havia reajustado a tarifa em 2,4%.

Para autorizar a homologação da nova tabela tarifária da Compesa, a Arpe indica que o aumento será para "compensar os efeitos da inflação do período de 1º de julho de 2020 a 30 de junho de 2021".

Veja os valores:


Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Receita Federal procura 32 mil pessoas que erraram declaração do Imposto de Renda; veja se você está na lista


A Receita Federal enviou cartas de alerta a 32.852 contribuintes nos estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Os comunicados informam sobre inconsistências nas declarações de Imposto de Renda. Os contribuintes com erro na declaração apresentada e que receberam o aviso devem enviar uma declaração retificadora.

Ao regularizar a declaração antes de ser intimado ou notificado pela Receita Federal, o contribuinte evita pagar multas. Depois de receber a notificação, não é mais possível corrigir a declaração que já foi apresentada. A iniciativa faz parte das ações da Receita Federal para incentivar a autorregularização, evitando a cobrança de multas.

Como saber se está na lista?

Não é necessário comparecer às unidades da Receita Federal para consultar a situação da declaração de Imposto de Renda (DIRPF) 2021 apresentada. O contribuinte pode acessar o extrato do processamento da declaração, no serviço ‘Meu Imposto de Renda’, disponível no e-Cac.

É importante checar se os valores declarados estão corretos e se há documentação para comprovar o que foi declarado. Além das pendências, é possível conferir informações sobre restituição, pagamentos de cotas, débitos em aberto e as informações de exercícios anteriores na aba ‘Meu Imposto de Renda’.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

20 de jul. de 2021

Após bate-boca, sessão em Taquaritinga do Norte é encerrada com menos de cinco minutos


O que era para ser o início de mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Taquaritinga do Norte, se tornou num intenso bate-boca ainda nos primeiros minutos de reunião. O vereador Ronaldo César (PSD) não gostou do fato de o presidente da Casa, Demir Martins (PDT), ter retirado um requerimento de urgência, assinado por seis parlamentares, da pauta da sessão.

Ronaldo pediu, então, para recorrer ao plenário contra a decisão do presidente, e poder votar o requerimento. 
“Vossa excelência não pode simplesmente querer passar por cima dos vereadores dessa Casa. Eu acho que o caminho que vossa excelência toma é um caminho perigoso“, disse.
Em resposta, Demir disse que o vereador procurasse o jurídico da Casa ou a Justiça. A partir daí a confusão foi iniciada e os ânimos se exaltaram. No meio da discussão, o presidente da Câmara encerrou a sessão após 4 min. e 30 seg. do início.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Blog Cenário

Ministério da Saúde decide manter intervalo de 3 meses entre doses da AstraZeneca e Pfizer

Vacina da Pfizer - Foto: Thomas Lohnes/AFP
Após reunião do grupo técnico que assessora o Programa Nacional de Imunizações, o Ministério da Saúde decidiu manter a recomendação de intervalo de três meses entre a primeira e a segunda dose da vacina contra Covid da AstraZeneca e também da Pfizer.

A medida, confirmada pela pasta ao jornal Folha de S.Paulo, ocorre em um momento em que diferentes estados têm anunciado que irão antecipar a aplicação da segunda dose de algumas vacinas, em especial a da AstraZeneca –o que vinha aumentando a pressão por um novo posicionamento federal sobre o tema.

O argumento dos estados seria aumentar a proteção contra possíveis novas variantes, como a delta. Especialistas, porém, apontam que não há consenso em torno da redução nestes casos.

A decisão do ministério foi tomada na última sexta-feira (16) e deve constar de documento técnico a ser enviado aos estados e municípios nos próximos dias.

Questionada pela reportagem, a pasta confirma que manterá a recomendação atual de 12 semanas de intervalo entre a primeira e a segunda dose desses imunizantes.
"O Ministério da Saúde informa que acompanha a evolução das diferentes variantes do Sars-CoV-2 no território nacional e está atento à possibilidade de alterações no intervalo recomendado entre doses das vacinas Covid-19 em uso no Brasil. O tema foi discutido novamente na Câmara Técnica Assessora em Imunizações, em reunião realizada no dia 16 de julho deste ano. E permanece com a recomendação de manter o intervalo orientado", informa em nota.
"Vale reforçar a importância de completar o esquema vacinal da Covid-19 para que o caráter pandêmico da doença seja superado", completa.
De acordo com membros da pasta, apesar da recomendação, estados têm autonomia para tomar decisões, o que pode fazer com que alguns mantenham as medidas. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no entanto, tem criticado posições divergentes, afirmando que "rompem" o pacto nacional.

Recentemente, algumas entidades já haviam se manifestado contra a antecipação da segunda dose, como a Sbim (Sociedade Brasileira de Imunizações).

A posição foi reforçada por alguns especialistas que compõem o grupo técnico que assessora o Programa de Imunizações.
"A decisão baseia-se no racional de que, em um cenário de estoque limitado de doses (como é o caso do Brasil), ao estender o intervalo, é possível acelerar a vacinação e assim, alcançar mais rapidamente uma proporção maior da população com pelo menos uma dose, antecipando desta forma a proteção de um maior número de pessoas", aponta nota da Sbim em conjunto com a SBP (Sociedade de Pediatria).
"Importante lembrar que, para muitas vacinas, de maneira geral, intervalos maiores entre doses oferecem respostas imunes mais robustas após a segunda dose, o que, em princípio, pode se traduzir, inclusive, em respostas protetoras mais duradouras", completa.
Atualmente, a bula da vacina da AstraZeneca diz que a segunda dose pode ser administrada de 4 a 12 semanas após a primeira–daí a decisão de alguns estados por reduzir o intervalo.

Já a bula da vacina da Pfizer fala em intervalo de pelo menos 21 dias. Ao estender o prazo para 12 semanas, o ministério alegou que medida semelhante adotada em outros países mostrou efetividade.

A pasta também vinha citando estudos que mostram possível aumento da proteção com prazo maior para doses da AstraZeneca.

Governadores, no entanto, vinham pressionando o ministério por uma possível reavaliação devido ao aumento no registro de casos da variante delta, tida como potencialmente mais transmissível. O grupo também alegava ter tido parecer favorável à redução do intervalo em grupos técnicos próprios.
"É possível que possamos ter um formato de ter um plano nacional? Seria [diminuir] 15, 30 dias? Ou não altera e mantém como está? Precisamos ter essa segurança", disse o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), após reunião com o ministro na última semana.
Na ocasião, Queiroga disse que a câmara técnica que assessora o Programa Nacional de Imunizações iria avaliar o tema, mas evitou dar um parecer prévio sobre as demandas. Ele também fez críticas a decisões adotadas pelos estados que contrariam a recomendação do PNI.
"É claro que existem peculiaridades, a forma de oferecer essas doses, se nas salas de imunização, se drive-thru, coisas muito próprias de cada município. Mas as bases técnicas têm que ser tomadas no âmbito técnico com todos para que tenhamos homogeneidade na conduta de aplicação da vacina", disse.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Conta de água ficará 11,9% mais cara em Pernambuco a partir de agosto; veja valores


As contas de água e esgoto da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) ficarão 11,9% mais caras a partir de 19 de agosto.

O reajuste foi aprovado pela Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) e publicado na edição desta terça-feira (20) do Diário Oficial do Estado.

Com o aumento, clientes residenciais com consumo de até 10 mil litros, por exemplo, pagarão R$ 50,50 por mês em vez de R$ 45,13 como até então. A tarifa social será reajustada de R$ 9,44 para R$ 10,56 por mês.


O aumento de agosto será o segundo deste ano. Em janeiro, a Compesa já havia reajustado a tarifa em 2,4%.

Para autorizar a homologação da nova tabela tarifária da Compesa, a Arpe indica que o aumento será para “compensar os efeitos da inflação do período de 1º de julho de 2020 a 30 de junho de 2021”.

Confira a íntegra da resolução da Arpe com a tabela com todos os valores.

Clicando (aqui).

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Blog do Bruno Muniz

Ocupação de UTI para Covid-19 em Pernambuco fica abaixo dos 60% pela 1ª vez em 16 meses

Leito de UTI - Foto: Reprodução
Pela primeira vez desde março de 2020, ainda no início da pandemia de Covid-19, há quase 16 meses, a taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com coronavírus em Pernambuco na rede pública de saúde está abaixo de 60%.

De acordo com boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) da última segunda-feira (19), o Estado tem 1.538 vagas disponíveis na rede pública, das quais 58% (cerca de 893) estão ocupadas e as demais 645, livres.

A última vez que Pernambuco havia registrado a taxa de ocupação de UTIs abaixo dos 60% na rede pública foi em 22 de março de 2020, quando havia 51% dos leitos ocupados. Um dia depois, em 23 de março, a taxa subiu para 63%.

Durante quase quatro meses deste ano, entre 24 de fevereiro e 15 de junho, a ocupação dos leitos de terapia intensiva ficou acima dos 90%. Desde 12 de junho, quando chegou a ter 97% das vagas ocupadas, Pernambuco observa quedas consecutivas na taxa - até chegar aos 58% de segunda-feira.

Vale salientar que os percentuais representam a taxa de ocupação a partir do total de leitos disponíveis. Atualmente, Pernambuco conta com um total de 2.680 leitos para atendimento a casos suspeitos ou confirmados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), sendo 1.538 de UTI (com 58% de ocupação) e 1.142 de enfermaria (com 49% de ocupação).

O total de leitos disponíveis, no entanto, é dinâmico. Em 18 de junho deste ano, por exemplo, a rede pública chegou a contar com 3.073 leitos - sendo 1.812 de UTI e 1.261 de enfermaria. No início da pandemia, quando chegou a ter 51% dos leitos ocupados em 22 de março de 2020, o Estado tinha uma rede com 162 leitos - 125 de enfermaria e 37 de UTI.

Essa redução nos índices epidemiológicos do Estado permite a desmobilização dos leitos, que voltaram a atender outras doenças, o que também causou, por exemplo, o retorno das cirurgias eletivas, e avanços no Plano de Convivência com a Covid-19, como a flexibilização de horários de bares e restaurantes e a volta da música ao vivo.

Especialistas destacam que, apesar da redução nos índices, a pandemia ainda não acabou e os cuidados sanitários não podem ser deixados de lado.

Na rede privada, Pernambuco tem atualmente, segundo a SES-PE, 387 leitos para casos de Srag, sendo 245 de terapia intensiva (57% ocupados) e 142 de enfermaria (29% ocupados).

As solicitações para leitos também apresentam queda, segundo dados do painel de acompanhamento da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). Os números mais recentes, do domingo (18), indicam uma única solicitação para leito de terapia intensiva - no auge da segunda onda, o Estado registrou 468 solicitações, em 25 de maio de 2021, sendo 340 para UTI e 128 para enfermaria.

Taxa de transmissão indica controle

A taxa de transmissão (Rt) do coronavírus se mantém abaixo de 1 em Pernambuco há cerca de 40 dias, de acordo com as estimativas mais recentes do grupo Covid-19 Analytics, formado por pesquisadores de diversas áreas da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro.

O Rt de Pernambuco, no último sábado (17), estava em 0,91, dentro de patamares considerados de controle da pandemia, mas um pouco mais elevado do que no início do mês, quando estava em 0,77 em 2 de julho.

A taxa de 0,91 indica que cada grupo de 100 pessoas contaminadas pode transmitir o coronavírus para outras 91, em uma progressão decrescente.

Essa taxa estima a velocidade de propagação de um vírus dentro de determinadas condições, expressando a aceleração, controle ou supressão do contágio. Quanto mais alto o valor, maior a velocidade de transmissão e maior o risco de uma possível sobrecarga no sistema de saúde.

Em março, quando os casos do novo coronavírus voltaram a acelerar em Pernambuco, o Rt do Estado passou de 1,2. Ou seja, cada grupo de 100 infectados tinha potencial para contaminar outras 120 pessoas, em uma progressão crescente.

Coronavírus em Pernambuco

Os dados mais recentes da SES-PE, divulgados na segunda-feira, indicam que Pernambuco tem acumulados 579.425 casos confirmados de Covid-19 - dos quais 339 foram notificados no último período de 24 horas.

Na segunda-feira, o Estado contabilizou mais 17 mortes, o que elevou o total a 18.342. Os recuperados são mais de 500 mil.

Vacinação

Pernambuco completou, no domingo (18), seis meses de campanha de vacinação. Desde então, foram aplicadas 5.245.141 doses, sendo 3.826.537 de primeiras doses; 1.258.607 de segundas doses; e 159.997 da vacina de dose única.

Ao todo, 1.418.604 pernambucanos completaram seus esquemas vacinais com segunda dose ou dose única, o que representa 19,64% da população adulta do Estado.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

"Diogo precisa ser mais atencioso, em nove anos não conseguiu nada que pedi a ele para nosso povo", afirma o vereador Eraldo da Pedra Preta

Na última sexta-feira (16), o vereador Eraldo da Pedra Preta (PSB), fez fortes críticas ao deputado estadual do grupo Calabar Diogo Moraes (PSB).

Durante entrevista ao programa Cotidiano da Cidade em Debate na Rádio Filadélfia FM, Eraldo afirmou que o deputado tem que dar mais atenção a os pedidos dos vereadores.

Diogo tem que ser mais atencioso, até agora não consegui nada com as coisas que pedi a ele em Recife, tudo o que pedi a ele em nove anos não chegou nada para nosso povo.

Eraldo também afirmou que precisa de uma porta aberta em Recife.

Precisamos de uma porta aberta em Recife e de um deputado que atenda os vereadores, por que os vereadores  são a base do deputado. afirmou

A fala Eraldo da indícios que pode não apoiar Diogo nas próximas eleições, e o cenário começa a ficar delicado em Taquaritinga do Norte pois outros vereadores do grupo, a exemplo de João Eugênio e Galego de Tonho, que em recente entrevistas também não confirmaram o apoio ao deputado.

Da redação | PE+ Notícias

Senai-PE oferece mais de 450 bolsas integrais de estudos para cursos técnicos

Curso técnico do Senai-PE - Foto: Divulgação
O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial em Pernambuco (Senai-PE) está com processo seletivo aberto para concessão de bolsas integrais de estudos para cursos técnicos.

Ao todo, estão sendo disponibilizadas 465 vagas para 13 cursos técnicos, nas modalidades presencial e à distância.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas mediante preenchimento de formulário disponível no www.pe.senai.br, entre os dias 20 e 22 de julho.

Podem participar do processo seletivo pessoas de baixa renda que já concluíram o Ensino Médio e que tenham obtido média igual ou superior a 450 pontos nas edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dos anos de 2018, 2019 ou 2020.

As oportunidades são para as escolas técnicas localizadas no Recife (Areias e Santo Amaro), Paulista, Cabo de Santo Agostinho, Goiana, Caruaru e Petrolina.

A seleção para as bolsas será feita a partir da nota dos candidatos, observando-se a quantidade de vagas disponíveis para cada curso. O resultado do processo seletivo será divulgado na próxima sexta-feira (23).

Já as matrículas deverão ser realizadas entre os dias 26 e 27 deste mês na escola técnica indicada pelo candidato no ato da inscrição. O início das aulas está previsto para o dia 29 de julho.

No ato da matrícula, o estudante deverá apresentar uma autodeclaração da condição de baixa renda e comprovante contendo as notas do Enem, além das cópias dos seguintes documentos: certificado de conclusão do ensino médio, histórico escolar ou documento da escola; documento de identificação (RG, CNH, Passaporte ou CTPS); CPF; e comprovante de residência.

Estudantes com menos de 18 anos devem entregar, ainda, cópias do documento de identificação e do CPF de seus representantes legais.

Veja os cursos e as vagas por unidade:

Senai Areias

Técnico em Administração - Presencial (Manhã) - 15 vagas
Técnico em Administração - Presencial (Noite) - 20 vagas
Técnico em Automação Industrial - EAD - 20 vagas
Técnico em Automação Industrial - Presencial (Tarde) - 10 vagas
Técnico em Eletrotécnica - EAD - 8 vagas
Técnico em Eletrotécnica - Presencial (Manhã) - 5 vagas
Técnico em Manutenção e Suporte em Informática - EAD - 20 vagas
Técnico em Redes de Computadores - EAD - 10 vagas

Senai Cabo

Técnico em Eletromecânica - EAD - 10 vagas
Técnico em Eletromecânica - Presencial (Manhã) - 8 vagas
Técnico em Mecânica - Presencial (Noite) - 10 vagas

Senai Caruaru

Técnico em Eletromecânica - Presencial (Noite) - 20 vagas
Técnico em Eletrotécnica - EAD - 5 vagas
Técnico em Eletrotécnica - Presencial (Noite) - 15 vagas
Técnico em Manutenção Automotiva - EAD - 20 vagas

Senai Goiana

Técnico em Eletromecânica - EAD - 20 vagas
Técnico em Eletromecânica - Presencial (Noite) - 20 vagas
Técnico em Eletrotécnica - EAD - 15 vagas
Técnico em Eletrotécnica - Presencial (Noite) - 15 vagas

Senai Paulista

Técnico em Química - Presencial (Noite) - 5 vagas
Técnico em Vestuário - Presencial (Noite) - 20 vagas

Senai Petrolina

Técnico em Eletromecânica - Presencial (Noite) - 15 vagas
Técnico em Eletromecânica - EAD - 20 vagas
Técnico em Eletrotécnica - EAD - 15 vagas
Técnico em Manutenção Automotiva - Presencial (Noite) - 15 vagas
Técnico em Refrigeração e Climatização - Presencial (Noite) - 9 vagas

Senai Santo Amaro

Técnico em Edificações - Presencial (Noite) - 15 vagas
Técnico em Eletromecânica - Presencial (Manhã) - 5 vagas
Técnico em Manutenção Automotiva - Presencial (Tarde) - 10 vagas
Técnico em Manutenção Automotiva - EAD - 10 vagas
Técnico em Mecânica - Presencial (Noite) - 5 vagas
Técnico em Mecânica - EAD - 20 vagas
Técnico em Mecatrônica - Presencial (Manhã) - 15 vagas
Técnico em Mecatrônica - Presencial (Noite) - 5 vagas
Técnico em Mecatrônica - Presencial (Tarde) - 15 vagas

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

19 de jul. de 2021

Anvisa autoriza análise da eficácia de dose de reforço da AstraZeneca e estudo sobre proxalutamida

Vacina da AstraZeneca - Foto: Marco Bertorello/AFP
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta segunda-feira (19), a realização de estudo clínico para avaliar a segurança, a eficácia e a imunogenicidade da aplicação de terceira dose da vacina contra covid-19 da AstraZeneca.

Segundo a Anvisa, o estudo inicial será feito em participantes que já receberam as duas doses do imunizante, com um intervalo de quatro semanas entre as aplicações. A dose de reforço será aplicada de 11 a 13 meses após a segunda dose.

A Anvisa explica que trata-se de um estudo de fase três, em que o voluntário não saberá o que tomou: se uma dose da vacina ou de placebo.

Voluntários
“Serão incluídos voluntários com idade entre 18 e 55 anos, que estejam altamente expostos à infecção com o novo coronavírus, como profissionais de saúde. Não serão incluídas gestantes ou pessoas com comorbidades”, explica a agência, em nota.
Segundo informou a Anvisa, o estudo, patrocinado pela AstraZeneca, será realizado somente no Brasil, nos estados da Bahia (1,5 mil voluntários), Rio de Janeiro (1,5 mil), Rio Grande do Sul (3 mil), Rio Grande do Norte (1,5 mil) e São Paulo (2,5 mil).

Após a quebra do “cegamento da pesquisa”, quando os voluntários ficam sabendo se receberam a vacina ou o placebo, todos os participantes do grupo placebo serão convidados a tomar a dose de reforço.

Proxalutamida

Nesta segunda-feira (19), também foi autorizada a realização de um estudo clínico para avaliar a segurança e a eficácia do medicamento proxalutamida na redução da infecção viral causada pelo novo coronavírus e no processo inflamatório provocado pela covid-19.

O estudo é de fase três e avaliará a eficácia e a segurança da substância em participantes ambulatoriais do sexo masculino com covid-19 de leve a moderada.

O estudo é patrocinado pela empresa Suzhou Kintor Pharmaceuticals, sediada na China, e será realizado na Alemanha, Argentina, África do Sul, Ucrânia, México, Estados Unidos e Brasil, onde participarão 12 voluntários do estado de Roraima e 38, de São Paulo.

No último domingo (18), o presidente Jair Bolsonaro disse que pediria estudos sobre o uso do medicamento no Brasil.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Aglomeração com dezenas de pessoas é registrada em Jataúba, no Agreste

Aglomerações ocorrem após cidade registrar diminuição nos casos de Covid-19.
No início da pandemia, o município de Jataúba, no Agreste, foi um dos municípios que mais casos de infecção por coronavírus registrou na região. Recentemente a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Saúde comemorou os mais de 10 dias sem internações, porém as aglomerações são registradas com frequência na cidade.

Neste final de semana um grande grupo de pessoas foi flagrado em uma quadra poliesportiva do município. Com direito a DJ e ausência do uso de máscara pela imensa maioria dos presentes, o evento aconteceu sem muitos problemas com fiscalização e gerou preocupação para os moradores locais.

Vale ressaltar que os eventos festivos ainda estão proibidos em todo o estado de Pernambuco em virtude da pandemia do coronavírus.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Blog do Bruno Muniz

Centro educacional oferece curso gratuito de introdução à Libras em Caruaru

Curso de libras gratuito é oferecido em Caruaru (Reprodução)
No próximo sábado (24), o Centro Educacional de Ensino em Libras (Ceeli) irá promover um curso gratuito de introdução à Língua Brasileira de Sinais (Libras) em Caruaru, no Agreste. O evento “Master Class – Libras para Tod@s” será realizado no Centro de Convenções de Caruaru (Senac), das 8h às 13h.

O curso será ministrado por Álvaro Ferreira, que é intérprete e professor de Libras. As inscrições podem ser realizadas até a próxima quinta-feira (22) através do site: www.ceeli.com.br. Ao fim evento, os alunos que participarem receberão um certificado.

Em virtude da pandemia da Covid-19, as vagas são limitadas e serão adotadas regras sanitárias para evitar a contaminação pelo vírus, como distanciamento social, medição de temperatura, disponibilização de álcool 70% e uso obrigatório de máscara.

Serviço - Master Class "Libras para Tod@s"

Inscrição: gratuita
Site para se inscrever: www.ceeli.com.br
Prazo de inscrição: até o dia 22 de julho
Data: dia 24 de julho de 2021
Horário: das 08h às 13h
Local: Centro de Convenções de Caruaru (Senac) - Av. Maria José Lyra, 140, Indianópolis
Informações: (81) 9 97308.3030 / 99538.7155

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

16 de jul. de 2021

Câmara aprova novo salário mínimo de R$ 1.147 para 2022; confira

Foto: Reprodução
A Câmara dos Deputados aprovou na última quinta-feira (15) o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. Entre as medidas previstas está o aumento do salário mínimo pago no país, que atualmente é de R$ 1.100.

De acordo com a LDO, o salário mínimo terá um acréscimo de 4,27%, o que representa na prática um reajuste de R$ 47,00. Sendo assim, o salário mínimo passa para R$ 1.147.

O reajuste previsto na LDO leva em consideração a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Após ser aprovado na Câmara, o projeto agora segue para o Senado.

Outros reajustes previstos na LDO

Além do salário mínimo, o relatório do deputado Juscelino Filho (DEM-MA) manteve as estimativas do governo para a economia em 2022, como inflação de 3,5%, crescimento do Produto Interno Bruto PIB) de 2,5% e taxa básica de juros média de 4,7%.

Entre as medidas previstas está a ampliação de recursos para o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, destinado ao financiamento de campanhas políticas. O fundo receberá 5% dos recursos que a Justiça Eleitoral teve em 2021 com o Orçamento de 2022.

Sendo assim, a partir do que foi analisado pelos técnicos da Câmara, o fundo para 2022 será de R$ 5,7 bilhões. O valor é quase o triplo do registrado em 2018 e 2020,quando o fundo era de R$ 2 bilhões.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Ocupação de UTI para Covid-19 fica abaixo de 90% em todos os estados

O quadro de ocupação de leitos de UTI para Covid no SUS segue em melhora pela primeira vez em oito meses (Hélia Scheppa/SEI)
O Boletim do Observatório Fiocruz Covid-19 revelou que pela primeira vez, desde o início de dezembro de 2020, nenhum estado do Brasil tem ocupação maior do que 90% dos leitos do Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o Boletim, os dados continuam demonstrando a tendência de melhora na situação da Covid-19 no país. O estudo mostra que a vacinação tem feito diferença, o que reflete positivamente no quadro pandêmico de acordo com que a vacinação é ampliada.

Apenas quatro estados da Região Norte (Rondônia, Amazonas, Pará e Tocantins) e Goiás, Centro-Oeste, apresentaram crescimento no indicador de leitos, entre 5 e 12 de julho.

Apesar da diminuição de leitos de UTI para Covid, o número de casos e de óbitos por dia ainda permanece alto. Ao mesmo tempo, a alta taxa de positividade de testes demonstra uma intensa circulação do vírus. Por isso ainda se recomenda que todos os protocolos contra a Covid sejam seguidos à risca.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Congresso aprova projeto para Orçamento de 2022 e destina R$ 5,7 bilhões para fundo eleitoral

Congresso definiu o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022 (Arquivo/Agência Brasil)
Na última quinta-feira (15), o Congresso Nacional aprovou o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022. Entre as medidas previstas está a ampliação de recursos para o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, destinado ao financiamento de campanhas políticas.

O projeto foi aprovado por meio do voto dos deputados e depois dos senadores. O mesmo texto já havia passado pela Comissão Mista de Orçamento. O relator, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), incluiu um dispositivo que prevê que, além das emendas de bancadas estaduais, o fundo receberá 5% dos recursos que a Justiça Eleitoral teve em 2021 com o Orçamento de 2022.

Valor do reajuste

Sendo assim, a partir do que foi analisado pelos técnicos da Câmara, o fundo para 2022 será de R$ 5,7 bilhões. O valor é quase o triplo do registrado em 2018 e 2020,quando o fundo era de R$ 2 bilhões. O deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS) afirmou que a questão foi incluída no projeto para “aperfeiçoar” o fundo.
“Esta Casa Legislativa, se aprovar uma LDO com quase R$ 6 bilhões, para campanha politica, estará escarrando na cara do cidadão brasileiro, que paga imposto na gasolina, paga o custo da inflação nas gôndolas de supermercado e paga a incompetência crônica deste país com mais dinheiro para campanha de políticos”, disse.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Pernambuco recebe mais de 184 mil vacinas da AstraZeneca e pode reduzir faixa etária da vacinação


Novas doses da Astrazeneca chegaram na madrugada da sexta-feira (16) (Divulgação/Governo de Pernambuco)
Na madrugada desta sexta-feira (16), Pernambuco recebeu mais 184.250 vacinas contra a Covid-19 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz. As doses chegaram no Aeroporto Internacional dos Guararapes, no Recife, e foram levadas ao Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) para checagem e, em seguida, distribuição para as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). Os municípios devem receber as doses ainda nesta sexta.
“Vamos destinar toda essa nova remessa para aplicação da primeira dose em quem ainda não tomou. Assim, estaremos ampliando o número de pernambucanas e pernambucanos que iniciam o esquema vacinal. Sempre lembrando que a segunda dose é absolutamente necessária para que a imunização esteja completa”, afirmou o governador Paulo Câmara.
Com a declaração do governador, espera-se que os municípios reduzam a faixa etária da população geral vacinada. Com as doses recebidas, o Estado totaliza mais de três milhões de vacinas apenas da Astrazeneca. O quantitativo recebido deve ser utilizado para imunizar a população geral e trabalhadores bancários e dos Correios.
“Os municípios devem ficar atentos e utilizar esse lote apenas com a finalidade de aplicação da primeira dose”, reforçou a superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo. A segunda dose do imunizante da Astrazeneca pode ser aplicada entre 60 e 90 dias após a primeira, mas só deve ser feita com as vacinas que forem encaminhadas com essa finalidade.
Vacinas recebidas em Pernambuco

Ao todo, o estado já recebeu 6.060.650 doses de imunizantes. Foram 3.051.670 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 2.184.160 unidades da Coronavac/Butantan, 656.370 doses da Pfizer/BioNTech e 168.450 da Janssen. Pouco mais de 5 milhões de doses foram aplicadas em Pernambuco.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

15 de jul. de 2021

Carne de porco, ovos e frango podem ficar até 50% mais caros, estimam produtores


O preço alto da carne de boi fez os consumidores procurarem opções em ovos, carne de frango e porco. Mas até mesmo esses produtos podem ficar até 50% mais caros ainda este ano, projetam associações de produtores.

A informação é da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal). Segundo a entidade, que tem 143 associados (os principais do ramo do país), isso ocorrerá devido ao aumento dos custos de produção nos últimos 12 meses. O ICP (índice de Custo de Produção) de junho da Embrapa Suínos e Aves aumentou 52,3% para frangos e 47,53% para suínos.

A alta é consequência do aumento dos preços do farelo de soja e milho, principais componentes da nutrição de suínos e frangos - os custos com nutrição correspondem a 75% no ICP de frangos e a 80,8% no de suínos.

Além disso, os preços do milho semiduro no atacado, em uma saca de 60 kg, tiveram variação entre 61% (em Recife-PE) e 98,7% (em Sorriso-MT), na comparação entre o primeiro semestre deste ano com o de 2020, segundo dados do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada).

Já para a tonelada de farelo de soja, a menor variação no mesmo período foi em Passo Fundo (RS), de 61,4%, e a maior em Barreiras (BA), com preço de R$ 2.610,46 e alta de 82%.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Economia Uol

Covid-19: Pernambuco passa de 5 milhões de doses aplicadas; 18,45% dos adultos completaram vacinação

Vacina da Janssen contra a Covid-19 - Foto: Hélia Scheppa/SEI
Pernambuco ultrapassou, na última quarta-feira (14), a marca de 5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 aplicadas em sua população, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Desde o início da campanha de imunização no Estado, em 18 de janeiro, foram aplicadas 5.034.316 doses.

Do total, 1.332.981 pessoas completaram seus esquemas vacinais - seja com a segunda dose ou com a vacina de dose única, o que corresponde a 18,45% da população acima dos 18 anos do Estado, estimada em 7,2 milhões de habitantes.

Dessas, 1.179.606 pessoas foram vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outros 153.375 pernambucanos foram contemplados com vacina aplicada em dose única.

Em relação às primeiras doses, foram 3.701.335 aplicações.

O Estado recebeu do Ministério da Saúde um total de 5.876.400 doses dos quatro fabricantes autorizados para uso no País.

A maior parte foi de vacinas da AstraZeneca, uma carga de 2.867.420 doses. Seguem os imunizantes CoronaVac, com 2.184.160 doses; Pfizer, com 656.370 doses; e Janssen, com 168.450 doses.

Ao todo, foram feitas a primeira dose em 312.226 trabalhadores de saúde; 26.073 povos indígenas aldeados; 43.368 em comunidades quilombolas; 7.700 idosos em Instituições de Longa Permanência; 673.912 idosos de 60 a 69 anos; 603.128 idosos de 70 e mais; 2.463 pessoas com deficiência institucionalizadas; 404.011 pessoas com comorbidades; 32.127 pessoas com deficiência permanente; 61.256 gestantes e puérperas; 343.736 trabalhadores de serviços essenciais; 1.331 pessoas em situação de rua; 25.308 pessoas privadas de liberdade, além de 1.164.696 pessoas de 18 a 59 anos.

Em relação às segundas doses, já foram beneficiados 229.009 trabalhadores de saúde; 25.804 povos indígenas aldeados; 28.206 em comunidades quilombolas; 5.943 idosos institucionalizados; 366.856 idosos de 60 a 69 anos; 505.723 idosos de 70 anos e mais; 1.191 pessoas com deficiência institucionalizadas; 11.065 pessoas com comorbidades; 218 pessoas com deficiência permanente; 5.591 trabalhadores de serviços essenciais; totalizando 1.179.606 pernambucanos.

Em relação à dose única, foram beneficiadas 1.832 idosos de 60 a 69 anos; 384 idosos de 70 anos e mais; 1.378 pessoas com comorbidades; 209 pessoas com deficiência permanente; 10.746 trabalhadores de serviços essenciais; 455 pessoas em situação de rua, além de 138.371 pessoas de 18 a 59 anos.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

.

.