17 de abr. de 2021

Delegado de Brejo da Madre de Deus que foi baleado em Jataúba não resiste

O delegado que responde pelas cidades de Brejo da Madre de Deus e Jataúba, no Agreste de Pernambuco, foi baleado na manhã deste sábado (17) em Jataúba. O caso aconteceu quando o mesmo ia cumprir um mandado de prisão.

Segundo relatos, o delegado Anderson Liberato estava na referida diligência quando a pessoa que estava prestes a ser presa abriu fogo contra o efetivo. Anderson foi atingido por pelo menos três disparos de arma de fogo.

Após o ocorrido, o delegado foi socorrido em estado grave uma unidade hospitalar da região, falecendo a pouco tempo.

Anderson era o delegado de Brejo da Madre de Deus e do município de Jataúba também integrava a sua área de atuação.

Ele seria transferido para outra unidade médica da região através de um helicóptero da SDS. O homem que disparou contra o delegado foi preso e será encaminhado para delegacia regional.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Blog do Bruno Muniz

Governo de Pernambuco prevê apresentação de novos protocolos e liberação de mais setores


Rodrigo Novaes, anunciou que o estado já tem data para apresentar novos protocolos de segurança e liberação de mais setores (Foto: Divulgação)
O secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes, anunciou que o estado já tem data para apresentar novos protocolos de segurança e liberação de mais setores. De acordo com o secretário, entre os dias 25 e 26 de abril deve haver um anúncio do Governo do Estado para a liberação das próximas etapas do plano de convivência e a previsão da volta dos demais setores econômicos.

Segundo Novaes, barracas de praia e o setor de eventos, um dos mais afetados pela pandemia, permanecem proibidos até o dia 25 de abril. Ele explicou que a flexibilização continuará sendo gradual, com data de reabertura oficial para cada setor.

Em março, devido o aumento de casos de coronavírus, o governo retomou as medidas de restrição, mas no 1º de abril permitiu uma nova flexibilização com a abertura de parques de lazer, banhos de mar e a extensão de horário de funcionamento de alguns setores.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


Financiamentos de carros usados em Pernambuco cresce 14,6% no primeiro trimestre de 2021

Pátio de veículos - Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Adquirir um carro novo é o sonho de muitos brasileiros. No entanto, com a pandemia, crise econômica e desemprego alto, o carro usado passa a ser uma opção de compra mais viável e realista. Sendo assim, o financiamento desses veículos vêm crescendo, uma vez que ter em caixa o dinheiro à vista, também é complicado.

Somente no Nordeste, no primeiro trimestre de 2021, o número de financiamentos de carros usados cresceu 17,8% se comparado ao mesmo período de 2020. É a região com maior crescimento nesta modalidade. Nacionalmente, o mesmo índice foi de 7,5%.

O levantamento dos dados é realizado pela B3, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG). A análise ainda indica que em Pernambuco, durante o primeiro trimestre deste ano, o número de financiamentos de veículos usados cresceu 14,6%, enquanto que para carros novos houve uma queda de 6%. No país, a queda no total de financiamentos de veículos novos caiu, no mesmo período, 18,5%.

Ao total, Pernambuco somou 87.822 financiamentos, no primeiro trimestre de 2021, quando somados veículos novos e usados. Já a região Nordeste soma 233.314 financiamentos, enquanto que nacionalmente, 1,4 milhões de veículos foram incluídos no Sistema Nacional de Gravames (SNG), no mesmo período de 2021.
“No compilado de janeiro a março, percebemos que os veículos usados continuam representando a maior parcela das vendas a crédito e também notamos maior procura por financiamento de veículos leves com maior tempo de uso. Alguns fatores podem explicar a redução de oferta de carros 0 km no mercado, como a paralisação de montadoras com o agravamento da pandemia e a falta de insumos”, avalia a superintendente de Planejamento da B3,Tatiana Masumoto Costa.
Fenabrave

De forma geral, conforme levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), houve crescimento de 4,14% nas transações totais de veículos usados, em março de 2021. 
“Vale ressaltar que, em março do ano passado, os estoques de veículos novos estavam normalizados, mesmo com o início da pandemia do Coronavírus, em nosso País. Hoje, com estoques de veículos 0 km comprometidos pela falta de componentes para a produção, os volumes de vendas de usados tendem a ser maiores do que eram em 2020”, explica o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Governadores pedem ajuda da ONU e OMS para controlar pandemia no Brasil

Governadores pedem ajuda da ONU e OMS para controlar pandemia no Brasil (Reprodução)
Na última sexta-feira (16), governadores de 19 estados brasileiros pediram ajuda da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para facilitar a viabilização de mais vacinas contra a Covid-19, a fim de acelerar o processo de imunização no país.

Em reunião online, os governantes se reuniram para pedir esforços das entidades para mediação das negociações entre Brasil e China, visando antecipar a entrega dos insumos farmacêuticos necessários para a produção da vacina. Em carta aberta, os representantes estaduais colocaram a necessidade de 10 milhões de doses para a aplicação das segundas doses no país.

Leia carta na íntegra:

Os Governadores dos Entes Federados brasileiros – considerando que o país ocupa o epicentro mundial da Covid-19, com registros crescentes de óbitos por dia, gerando enormes riscos de propagação de variantes mais contagiosas e letais do novo coronavírus, e enfrenta o colapso da rede hospitalar nacional, diante da falta de oxigênio, medicamentos e outros insumos – dirigem-se à Organização das Nações Unidas (ONU) e à Organização Mundial da Saúde (OMS) a fim de encaminhar os pleitos seguintes, que integram a pauta emergencial dos Estados da Federação, em combate à pandemia em curso, e o Pacto Nacional em Defesa da Vida e da Saúde.

1) Apesar do extenuante esforço dos gestores estaduais para mitigar os efeitos da pandemia por meio da implementação de medidas preventivas e de isolamento social, visando conter o vírus e ampliar as condições de atendimento de pacientes diagnosticados com a Covid-19, clamam à comunidade das nações que ofereça ajuda humanitária ao Brasil para viabilizar a compra de mais vacinas, com o intuito de acelerar o processo de imunização e deter a disseminação da doença.

2) A fim de evitar a interrupção do processo de vacinação com a primeira dose da Coronavac, em razão da quantidade inferior de insumo farmacêutico ativo (IFA) entregue no corrente mês, relativamente ao anterior, e com vistas a manter a estratégia de imunização do grupo populacional de maior risco, pedem que sejam envidados esforços para a mediação de negociações entre o Brasil e a China, com o propósito de que seja antecipada a entrega suplementar de IFA, ainda neste mês de abril, em quantidade suficiente para a produção de 10 milhões de doses, iniciativa que evitaria a falta de vacinas para aplicação da segunda dose.

3) Tendo em vista o atraso no cumprimento do cronograma de entrega das vacinas oriundas do consórcio global Covax Facility, que estimava o total de 9,1 milhões de doses na primeira remessa, das quais apenas 1 milhão de doses da AstraZeneca/Coréia foi disponibilizado, solicitam apoio no sentido de viabilizar a importação do montante acordado, qual seja, 5 milhões de doses em abril e 3,1 milhões em maio próximo, advindos da Coréia, Espanha, Itália ou de qualquer outro país produtor.

Ademais, pedem auxílio para garantir o cumprimento do contrato firmado entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a AstraZeneca/Universidade de Oxford, a fim de viabilizar a entrega da quantidade de IFA necessária à produção de 15 milhões de doses de vacinas, considerando que foram entregues pelo Serum Institute of India/AstraZeneca/Índia somente 4 milhões até fevereiro, devido à suspensão de exportações de vacinas pelo governo da Índia.

Objetiva-se, com isso, assegurar a entrega das 2 milhões de doses que estavam previstas para o mês de março, 4 milhões para abril e 5 milhões de doses para maio.

4) Sendo conhecida a existência de estoque não destinado à utilização imediata pelos Estados Unidos da América, pleiteiam mediação, junto àquele país, visando à aquisição – ou empréstimo condicionado a posterior devolução da quantidade correspondente – do imunizante da AstraZeneca/EUA pelo Brasil, bem como por outros países que apresentem índice deficitário de vacinação, em quantidade aproximada de 10 milhões de doses.

5) Por fim, com o propósito de assegurar a capacidade de atendimento dos hospitais da rede de saúde nacional, solicitam assistência para a obtenção de insumos hospitalares, a exemplo de oxigênio e medicamentos que compõem do chamado “kit intubação”.

Na qualidade de líderes subnacionais de Estado-membro fundador da ONU e ciosos do princípio da solidariedade que une os povos e norteia as relações internacionais do Brasil, os Governadores signatários pedem ao mundo que se sensibilize com o atual estágio da crise sanitária que acomete o país, certos de que essas Organizações têm a desempenhar papel imprescindível no atendimento aos pleitos assinalados, cujo fim é salvar vidas por meio da imunização em massa.

Assinam esta carta:

GLADSON CAMELI

Governador do Estado do Acre

RENAN FILHO

Governador do Estado de Alagoas

WALDEZ GÓES

Governador do Estado do Amapá

WILSON LIMA

Governador do Estado do Amazonas

RUI COSTA

Governador do Estado da Bahia

CAMILO SANTANA

Governador do Estado do Ceará

IBANEIS ROCHA

Governador do Distrito Federal

RENATO CASAGRANDE

Governador do Estado do Espírito Santo

RONALDO CAIADO

Governador do Estado de Goiás

FLÁVIO DINO

Governador do Estado do Maranhão

MAURO MENDES

Governador do Estado de Mato Grosso

REINALDO AZAMBUJA

Governador do Estado de Mato Grosso do Sul

ROMEU ZEMA

Governador do Estado de Minas Gerais

HELDER BARBALHO

Governador do Estado do Pará

JOÃO AZEVÊDO

Governador do Estado da Paraíba

RATINHO JUNIOR

Governador do Estado do Paraná

PAULO CÂMARA

Governador do Estado de Pernambuco

WELLINGTON DIAS

Governador do Estado do Piauí

CLÁUDIO CASTRO

Governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


16 de abr. de 2021

Petrobras aumenta preços da gasolina e do diesel nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias (Pixabay)
A Petrobras anunciou na última quinta-feira (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no da gasolina. Os valores serão reajustados a partir desta sexta-feira nas refinarias da estatal, onde o litro do diesel passará a custar R$ 2,76, e o da gasolina, R$ 2,64.

A última mudança nos preços dos combustíveis ocorreu no sábado passado, quando a Petrobras havia anunciado uma redução de R$ 0,08 no preço do diesel e mantido o preço da gasolina em R$ 2,59.

Os reajustes de preços da Petrobras acompanham variações do valor dos combustíveis e do dólar no mercado internacional. Com isso, os aumentos ou reduções de preços ocorrem sem periodicidade definida, o que, segundo a estatal, permite competir de maneira mais eficiente e flexível.

Desde o início do ano, os preços acumulam alta tanto para a gasolina, que encerrou 2020 vendida a R$ 1,84 nas refinarias da Petrobras, quanto para o diesel, que era negociado a cerca de R$ 2 por litro.

A Petrobras afirma que os preços cobrados por suas refinarias têm "influência limitada" sobre o que é cobrado dos consumidores finais desses combustíveis. Isso ocorre porque o valor pago na bomba dos postos é acrescido de impostos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis, além das margens brutas das companhias distribuidoras e dos postos revendedores de combustíveis.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Governo pretende aumentar salário mínimo para R$ 1.147 em 2022


De acordo com o segundo o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2022, o Governo Federal pretende aumentar o valor do salário mínimo para R$ 1.147 no próximo ano. O texto foi divulgado na última quinta-feira (15), pelo Ministério da Economia, que enviou a proposta ao Congresso.

O valor previsto é R$47 maior do que o do salário mínimo atual, de R$ 1.100. É uma alta de 4,27% no valor e leva em conta a previsão do Ministério da Economia para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), elaborada em março deste ano.

A nova proposta indica que o governo pretende apenar repor a perda da inflação, sem valorização real do salário. Se a inflação apresentada no fim do ano for diferente da previsão, é possível que o governo reveja o valor previsto pela pasta da Economia.

Para os próximos anos, o governo prevê aumento do salário mínimo para R$ 1.188 em 2023 e R$ 1.229 em 2024.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


Professores da rede estadual de Pernambuco decretam greve; paralisação começa na segunda-feira

Professores da rede estadual de Pernambuco decretam greve (Reprodução)
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) decretou, na última quinta-feira (15), greve em todas atividades presenciais na rede estadual de ensino. Decisão foi tomada durante uma assembleia virtual com trabalhadores em educação do estado.

A categoria decidiu que as atividades remotas podem continuar ocorrendo. A greve será deflagrada nesta segunda-feira (19).

O Sintepe representa professores e professoras, servidores administrativos e analistas da rede pública estadual de Pernambuco. A direção do sindicato divulgará um calendário de atividades de apoio à greve.
Sindicato é contra retorno de aulas presenciais na pandemia

O objetivo do Sintepe é preservar a vida da comunidade escolar e se posicionar contra o retorno às atividades presenciais durante a pandemia da covid-19

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Prefeita Raquel Lyra é empossada como vice-presidente do g100 da Frente Nacional dos Prefeitos

Raquel Lyra durante reunião — Foto: Divulgação
Na manhã da última quinta-feira (15), a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, no Agreste de Pernambuco, foi empossada como vice-presidente do "g100". 

Esse grupo faz parte da Frente Nacional dos Prefeitos que reúne cidades brasileiras com mais de 80 mil habitantes com baixa receita per capita e alta vulnerabilidade socioeconômica.

Ao todo, 112 municípios fazem parte do grupo. A cerimônia aconteceu de forma online, contando com representantes da instituição.
"É com alegria que assumo mais esse compromisso, integrando a diretoria executiva da FNP. Seguiremos trabalhando em parceria com mais de 100 municípios de todo o país e tenho certeza que, juntos, conseguiremos ser mais fortes e trazer avanços para as nossas cidades e o nosso povo", pontuou Raquel.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações do G1 Caruaru e Região

Anúncios

 


Pernambuco recebe mais de 255 mil novas doses de vacinas contra a Covid-19

Pernambuco recebeu mais 255.150 doses de vacinas contra a Covid-19 (Hélia Scheppa/SEI)
Durante a madrugada desta sexta-feira (16), Pernambuco recebeu um novo lote com 255.150 doses de vacinas contra a Covid-19. A carga foi recebida por volta das 1h04, no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes. De acordo com as informações divulgadas pelo Estado, foram recebidas 102.400 doses da Coronavac/Butantan e 152.750 doses da Astrazeneca/Fiocruz.

O novo lote de imunizantes será utilizado para ampliar a vacinação dos grupos prioritários em Pernambuco. O Estado começará a vacinar idosos a partir dos 60 anos de idade, trabalhadores das forças de segurança e salvamento, que receberão a primeira dose. Uma parte também será utilizada para a aplicação da segunda dose de trabalhadores de saúde e idosos a partir dos 65 anos de idade.
“A vacinação dos idosos no Estado já mostrou resultados positivos, com a redução de atendimentos hospitalares dessa faixa etária. Essas vacinas chegam para reforçar esse trabalho e garantir mais segurança à essa população, e também para ampliarmos a imunização de trabalhadores de saúde e da segurança”, afirmou o governador Paulo Câmara.
O governador destacou ainda que, com o atual esquema de logística, os municípios receberão as novas doses em menos de 24h. 
“Vamos assegurar, mais uma vez, que os imunizantes cheguem a todas as 12 gerências regionais de saúde ainda nesta sexta-feira”, acrescentou.
Casos em Pernambuco

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) na noite da última quinta-feira (15), Pernambuco registrou 1.868 novos casos da Covid-19. O Estado totaliza 376.983 casos confirmados da doença, sendo 38.204 graves e 338.779 leves, com total de 13.051 mortes pela doença.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

15 de abr. de 2021

Com covid-19, o cantor Vicente Nery é entubado


O cantor Vicente Nery, foi internado em um hospital privado após ser diagnosticado com a covid-19, em Fortaleza.

De acordo com a assessoria do cearense, em nota divulgada na última quarta-feira (14), a hospitalização foi necessária. Por outro lado, o irmão do artista confirmou que Vicenty foi entubado por volta das 11hrs.
“A assessoria do cantor, informou que nos últimos dias, Vicente testou positivo para o coronavírus. Para melhores resultados, o tratamento está sendo feito em ambiente hospitalar. A família agradece o carinho, as orações e as boas energias, que estão sendo enviadas. "Logo, logo nosso cantor estará de volta ao nosso convívio. Por hora, fica o pedido, usem máscara e evitem aglomerações”, disse o comunicado publicado no Facebook do forrozeiro.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Caruaru 24 horas

Anúncios

 


Pernambuco segue com alta ocupação em UTI; rede pública tem taxa de 97%

Internação por Covid-19 - Foto: Ronaldo Schemidt / AFP
Pernambuco encerrou na última quarta-feira (14) com índices altos em relação à Covid-19. Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), a taxa de ocupação nos leitos de UTI da rede pública está em 97%. Já na enfermaria, o número é de 83%. Na rede privada, a taxa de ocupação é de 87% nas unidades de terapia intensiva e de 68% nos leitos de enfermaria .

Também ontem, o Estado marcou um novo recorde neste ano: 83 óbitos decorrentes do novo coronavírus. “Isso é reflexo do não seguimento de protocolos nas últimas semanas”, comentou a médica infectologista Sylvia Lemos Heinrichen, integrante da Sociedade Brasileira de Infectologia. 
“Ainda se faz necessário que as pessoas se conscientizem que o vírus ainda circula e que ele vai ainda circular por algum tempo. E que vai exigir de todos nós, vacinados ou não vacinados, que adotemos as medidas de precaução como práticas habituais. Quanto tempo vai ser isso, nós não sabemos”, acrescentou.
O epidemiologista Jones Albuquerque, professor e cientista do Laboratório de Imunopatologia Keizo-Asami da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), observa que os índices de isolamento social ainda são muito baixos no Estado, conforme aponta o monitoramento feito pelo laboratório da UFPE em parceria com o Google e o Facebook.
"O último dado aqui está dizendo que a gente estava em 24% por setor durante a quarentena. Agora, que a gente teve uma evolução, voltou para o patamar de 12%. Ou seja, pelo que parece, só 12% da população está quietinha em casa. E, olhe, isso aqui é um dado tecnológico, ele é muito falho. A gente chegou na quarentena em 26% nos melhores dias. A média é 14%”, disse. Segundo Jones Albuquerque, é provável que a taxa de isolamento da população seja ainda inferior ao índice apontado pela ferramenta.
De acordo com Secretaria de Defesa Social (SDS-PE), as forças de segurança continuam trabalhando para o cumprimento das medidas sanitárias que preveem o distanciamento social. 
“Desde o dia 1º de abril, quando foram flexibilizadas as restrições, 150 pessoas foram conduzidas para delegacias por infrações sanitárias, 100 mil estabelecimentos foram fiscalizados e 70 mil pessoas foram orientadas para uso de máscaras e distanciamento social”, afirmou o órgão em nota.
Doação de oxigênio

A Ambev doou 316 cilindros de oxigênio à Rede Estadual de Saúde de Pernambuco para ajudar no combate à Covid-19. O primeiro, com 16 cilindros de 30 litros, foi entregue ontem no Centro de Distribuição do Programa Estadual de Imunização, em Casa Amarela. A previsão de entrega dos outros 300, com cinco litros cada, é para o início de maio.

Seleção no Hemope

O Hemope abriu, ontem, uma seleção interna com três vagas para médico já servidor da Secretaria Estadual de Saúde atuar como plantonista da Unidade de Terapia Intensiva. O processo seletivo terá apenas uma etapa, a de avaliação curricular, com caráter classificatório.

As inscrições podem ser enviadas até amanhã para o e-mail remanejamentoses2021@gmail.com. O resultado deve ser divulgado já na próxima segunda-feira.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Exportação de manga bate recorde em 2020 no Vale do São Francisco totalizando US$ 246 milhões

Exportação de manga bate recorde no Vale do São Francisco (Reprodução)
O Observatório do Mercado de Manga da Embrapa Semiárido (PE), a partir de dados do Comex Stat (MDIC), apontou que os valores e volumes das exportações no último ano cresceram mais de 10% em relação ao ano anterior.

Em 2020, as exportações da manga nacional, em especial das variedades Tommy Atkins para o mercado americano; e Kent, Keitt e Palmer para a Europa, atingiram o valor de U$S 246,9 milhões com a venda para o mercado externo de 243,2 mil toneladas de manga.

Durante os primeiros cinco meses, o valor exportado se manteve na média histórica, enquanto nos meses de junho a dezembro atingiram o recorde de valores já alcançados desde 2012, período analisado pelo Observatório.

Em volume de exportação, esses números representam um aumento de 13% em relação a 2019, se mantendo acima da média durante todo o ano.

Para o pesquisador João Ricardo Lima, responsável pelas análises realizadas no Observatório da Manga da Embrapa, o cenário positivo envolveu diversos fatores, entre eles a taxa de câmbio, a diminuição da produtividade da fruta em países concorrentes, como a Espanha e alguns países africanos, além da expansão do mercado americano, que esteve bastante favorável para a Tommy Atkins do Brasil.

Essa convergência de fatores positivos para a manga do Brasil fez com que a fazenda Agrodan, localizada no município de Belém do São Francisco, em Pernambuco, alcançasse um faturamento em torno de 30% maior que em 2019 com as exportações para o mercado europeu.
“Mesmo com um volume maior de frutas, o preço que nós vendemos em euro foi praticamente igual. E com o euro valorizado em relação ao real, a lucratividade foi muito superior”, destaca Paulo Dantas, diretor-presidente da empresa.
O cenário promissor é confirmado pelo Observatório da Manga: “Para este ano, o esperado é que a taxa de câmbio se mantenha favorável para as exportações e que o Brasil produza frutas com maior qualidade do que as de 2020, mantendo o crescimento no mercado externo e com melhores preços”, prevê o pesquisador.

87% das exportações vieram do Semiárido

A região do Vale do São Francisco, situada em pleno Semiárido Nordestino, é a grande responsável pelos números expressivos da exportação da manga nacional, com 212,2 mil toneladas no último ano, correspondendo a 87% do total exportado da fruta do Brasil.

As águas do Rio São Francisco que abastecem os distritos de irrigação fazem da manga a fruta mais cultivada e com maior importância econômica e social na região. Segundo informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a área plantada em 2020 foi de 49 mil hectares, a maior do Brasil.

Devido ao uso da irrigação e à disponibilidade de sol, a região consegue manter a produção da fruta durante todos os meses, abastecendo os mercados interno e externo.

As variedades mais plantadas são Palmer, Tommy, Kent e Keitt, apesar de se encontrar outras, como Haden, Ataulfo, Rosa e Espada Vermelha.

A mangicultura do Semiárido também é conhecida pelos altos rendimentos alcançados e pela qualidade da fruta.

Mesmo sendo uma atividade altamente intensiva em tecnologia, é cultivada na região por pequenos e grandes produtores, um resultado favorecido pela ampliação dos investimentos e linhas de crédito e também pela pesquisa agropecuária, com a disponibilização de pacotes tecnológicos cada vez mais precisos.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


Apac emite alerta de chuvas para Pernambuco nesta quinta-feira

Forte chuva causou alagamentos no Recife (Reprodução)
Por meio de um comunicado, a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), divulgou um alerta de chuvas para esta quinta-feira (15). De acordo com a agência, a previsão e de chuvas com intensidade de moderada a forte, principalmente nas regiões do Agreste, Mata Sul e Sertão do Pajeú, podendo se estender também para as regiões Mata Norte, Região Metropolitana do Recife e Sertão do Moxotó.

O alerta é válido desde a noite da última quarta-feira (14) e algumas cidades das regiões citadas registraram chuvas desde que ele foi emitido. A Apac destacou que o sistema meteorológico que está atuando é a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), comum de acontecer durante essa época do ano.

A agência reforçou que, em caso de problemas provocados pelas chuvas, a população deve seguir as orientações da Defesa Civil do município.

Confira a publicação:


Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Pernambuco amplia vacinação contra Covid-19 para idosos acima dos 60 anos

Governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou a ampliação (Reprodução)
O Governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou na última quarta-feira (14) a chegada de mais 255 mil doses de vacinas contra a Covid-19 ao Estado nesta quinta-feira (15). Com a chegada do novo lote, o governo pretende avançar em todos os municípios pernambucanos na imunização de idosos acima de 60 anos de idade.
“É um passo importante na proteção da população idosa, que já vem registrando resultados positivos nas faixas etárias cuja imunização já foi concluída. Nosso esquema de logística está pronto e a distribuição dessas novas doses será concluída até a próxima sexta-feira”, ressaltou Paulo Câmara.
Casos em Pernambuco

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) na última terça-feira (13), Pernambuco totaliza 372.756 casos confirmados da doença, sendo 37.924 graves e 334.832 leves. O Estado totaliza 12.905 mortes pela doença.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

13 de abr. de 2021

Anúncios

 


Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagram segunda fase de operação para combater garimpo ilegal no Sertão Pernambucano

Atividade de mineração - Foto: Pixabay
A segunda etapa da Operação Frígia foi deflagrada em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, na manhã desta terça-feira (13), pelo Ministério Público Federal (MPF) juntamente com a Polícia Federal (PF).

A operação investiga a prática de crimes ambientais, usurpação de patrimônio da União, lavagem de dinheiro e organização criminosa, por grupo especializado em extração ilegal de minério de ouro e posterior beneficiamento. Essas atividades são realizadas, respectivamente, na zona rural dos municípios de Verdejante e Serrita.

As apurações indicaram que os investigados realizam desde a extração da pedra bruta até a venda do produto a receptadores no Recife e em Juazeiro do Norte (CE).

A extração dos minérios ocorria em terrenos públicos e particulares. Os valores oriundos da venda eram colocados em circulação, com aparência de legalidade, por meio da aquisição de veículos e outras condutas que caracterizam a prática de lavagem de dinheiro.

Em atendimento a requerimento do MPF, a Justiça Federal autorizou, entre outras medidas, o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão, além de quatro de prisão preventiva, sendo um deles de um policial federal e outro de um candidato a prefeito de Igarassu nas eleições realizadas no ano passado.

As medidas foram cumpridas por 50 policiais federais nos municípios de Igarassu (PE), Redenção (PA) e São Félix do Xingu (PA).

A primeira fase da operação foi deflagrada em outubro de 2020, já tendo havido o oferecimento de denúncia, pelo MPF, de 14 envolvidos no esquema, que já se tornaram réus devido ao recebimento da denúncia pela Justiça Federal.

As evidências colhidas nessa etapa da Operação Frígia serão analisadas pelo MPF e pela PF, na continuidade das investigações sobre o caso, para posterior adoção das medidas cabíveis.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Meteorologista da Apac diz que próximos dias serão de chuvas no Agreste e Sertão

Previsão é de chuvas nos próximos dias em Pernambuco (Bruno Campos/JC Imagem)
Nos últimos dias, diversas cidades do Agreste e Sertão de Pernambuco têm registrado chuvas, que ocorreram também em outras diversas regiões do Estado. Em entrevista à TV Jornal Interior, o meteorologista da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), Roni Guedes, explicou como deve ficar a previsão para os próximos meses.

De acordo com Roni, a previsão é de que, nos próximos dias, Agreste e Sertão registrem chuvas ainda mais intensas do que as do começo desta semana. 
"A previsão para os próximos dias é que nós tenhamos chuvas isoladas na região do Agreste e Sertão, principalmente nos períodos da tarde e noite", disse.
O meteorologista explicou que, na região, "as chuvas começam no mês de abril. A 'quadra chuvosa' é concentrada nos meses de abril, maio, junho e julho. São os quatro meses que mais chovem na região. O início do mês de março foi um pouco seco mas, no fim do mês, começaram a ser registradas algumas pancadas de chuva.".

Roni destacou que, no começo do mês de abril, já é possível ver que o tempo fica mais fechado, com baixas temperaturas e com características da transição do outono para o inverno.

Previsão trimestral

De acordo com o meteorologista, a previsão da Apac é de que os acumulados fiquem abaixo da média neste trimestre de 2021. As chuvas dos últimos dias acumularam menos de 50 milímetros e foram chuvas isoladas, ocorreram em alguns municípios e em outros não. Nos próximos dias, a expectativa é de que chova mais do que no início desta semana.

Confira a entrevista completa:


Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


Rodoviários realizam protesto por prioridade na vacinação contra Covid-19 em Pernambuco

A manifestação acontece na manhã desta terça (13) (Wellington Lima/ JC Imagem)
Uma paralisação de motoristas e cobradores de ônibus do Grande Recife marcou a manhã desta terça-feira (13), na Avenida Conde da Boa Vista, no Centro. Os manifestantes da classe pediam prioridade na vacinação contra a Covid-19.

A manifestação começou por volta das 7h, com os veículos estacionados na via, bloqueando a passagem de outros carros. Perto das 8h o protesto já havia acabado.

Os profissionais interromperam o fluxo dos veículos nas duas faixas da avenida, que é uma das principais da capital pernambucana. Alguns seguravam cartazes com "Vacina já" no cruzamento da via e um carro de som também foi levado para o local.

Vacinação da categoria

De acordo com o plano de operacionalização da vacinação em Pernambuco, a vacinação dos trabalhadores do transporte coletivo é prevista apenas na quarta etapa da campanha, depois dos idosos, trabalhadores de saúde, indígenas, deficientes, professores, policiais e pessoas com doenças crônicas. Atualmente, a categoria tem cerca de 22.912 profissionais.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Governo amplia prazo para contestar auxílio emergencial negado; veja quem tem direito


O Governo federal decidiu ampliar em mais dez dias o prazo para os beneficiários que desejam contestar auxílio emergencial negado. No entanto, nem todas as pessoas terão direito a esta prorrogação. De acordo com o governo, terão um prazo maior para fazer a solicitação os 236 mil beneficiários que receberam a resposta sobre a aprovação de forma tardia porque estavam em processamento.

Para aqueles que tiveram o auxílio emergencial 2021 negado em 2 de abril, o prazo a decisão se encerrou na última segunda-feira (12). Para quem teve o resultado divulgado no dia 10 de abril, o período para contestação será de 13 a 22 deste mês.

A contestação deve ser realizada pelo cidadão que entenda que cumpre os critérios de elegibilidade e, mesmo assim, teve o benefício negado. Os pagamentos da primeira parcela do auxílio emergencial deste ano já começou a ser creditado nas contas do Caixa Tem dos beneficiários aprovados.

Como contestar?

O pedido pode ser feito após a consulta no site da Dataprev. Se a situação do trabalhador for “inelegível” ou "não aprovado", aparecerá a opção de “solicitar contestação” na página. A pessoa deve clicar nessa opção.

Serão aceitos como critérios de contestação desatualização na base de dados, por exemplo.

Auxílio não aprovado - Reprodução/Dataprev

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


12 de abr. de 2021

Covid-19: vacinados devem observar intervalo entre imunizantes

Covid-19: vacinados devem observar intervalo entre imunizantes (Jailton Jr/JC Imagem)
Com a vacinação de pessoas contra a covid-19 avançando, é importante ficar atento ao intervalo entre essa aplicação e a de outros imunizantes. Médicos recomendam um prazo entre essas duas vacinas para não prejudicar os efeitos delas.

Segundo o infectologista Hemerson Luz, o intervalo sugerido pelos profissionais é de 14 dias. A orientação médica vale para qualquer vacina do calendário ou para influenza no caso dos grupos que serão imunizados contra a covid-19.

Essa preocupação não inclui, por exemplo, crianças que ainda não tiveram testes comprovando a eficácia das atuais vacinas contra a covid-19.

Hemerson Luz explica que o intervalo de duas semanas é recomendado para que a vacina consiga gerar resultados, com a produção de anticorpos correspondentes aos efeitos de cada imunizante.

O período de 14 dias deve ser observado independentemente de qual vacina foi tomada primeiro. Então, se alguém receber imunizante contra a covid-19, deve aguardar pelo menos duas semanas antes de tomar qualquer outra vacina e vice-versa.

O infectologista comenta que os calendários foram pensados para evitar que uma pessoa tenha tomado a vacina contra a Influenza e, logo depois, chegue a sua vez na lista de grupos prioritários da campanha contra a covid-19.
“O planejamento vai ser feito da seguinte forma: a vacinação contra a influenza vai começar por crianças e gestantes, que não estão incluídas na vacina da covid-19. Isso vai dar tempo de resposta para começar a campanha, enquanto os mais idosos estão sendo vacinados contra a covid-19”, afirma Hemerson Luz.
Se houver, no entanto coincidência dos períodos de vacinação fica mantida a orientação de esperar os 14 dias para não prejudicar nenhuma das duas.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga garante 30,5 milhões de vacinas contra Covid-19 para abril

Foto: Tony Winston/MS
Sob pressão para acelerar o ritmo de vacinação contra a Covid-19 no Brasil, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou, nesta segunda-feira (12), que o governo federal tem assegurado para o mês de abril 30,5 milhões de doses do imunizante contra a Covid-19. Segundo o cardiologista, a quantidade é a que a pasta da Saúde tem como “certa” e será produzida pelo Instituto Butantan e pela Fundação Oswaldo Cruz.
“Em relação ao cronograma, o que nós temos são doses estimadas porque isso depende das entregas. [...] Agora, no mês de abril, nós temos asseguradas 30,5 milhões de doses dessas vacinas, que são produzidas nas nossas duas instituições, Fiocruz e Instituto Butantan. Isso é o que a gente tem certo”, declarou durante coletiva de imprensa no evento de lançamento da campanha de vacinação contra a gripe.
O ministro explicou que havia uma possibilidade do Ministério da Saúde contar com a vacina Covaxin, da Bharat Biotech, porém o imunizante não obteve autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser importado e aplicado na população brasileira.
“Houve problema de registro. Isso estava tratado com a Bharat Biotech. Infelizmente, a Anvisa não autorizou e a gente teve que retirar essa previsão de doses”, disse.
Cronograma sem atualização

Apesar de afirmar que retirou a previsão do recebimento dessas doses, o cronograma de recebimentos de imunizantes contra a Covid-19, divulgado no portal do Ministério da Saúde, ainda conta com os 8 milhões de doses da Covaxin que seriam entregues até o final deste mês. Isso porque o documento não é atualizado desde 19 de março.

No cronograma divulgado está prevista a entrega de 47,3 milhões de imunizantes contra o novo coronavírus. Questionado pelo Correio na última semana, o Ministério da Saúde respondeu que ainda não sabe se o documento irá prosseguir com as atualizações.

A orientação da pasta aos jornalistas foi para que buscassem atualizações do cronograma junto aos respectivos laboratórios que fecharam acordo com o governo federal, a fim de confirmar o número de vacinas que serão entregues ao país.

Campanha “acelerada”

Apesar de reconhecer que tem capacidade para vacinar mais brasileiros, o ministro Queiroga acredita que a campanha de vacinação contra a Covid-19 está “acelerada” no Brasil. 
“O Brasil já é o quinto país que mais vacina e o nono país que mais vacina por 100 mil habitantes, e nós já vacinamos 1 milhão de pessoas por dia”, disse.
O cardiologista lamentou não ter mais vacinas disponíveis para poder imunizar os brasileiros, mas reforçou que este não é um problema só do Brasil. 
“É claro que nós queríamos vacinar mais. [...] Lamentavelmente nós não temos essa quantidade de vacinas. Nem nós, nem a maioria dos países do mundo”, ponderou.
Segundo Queiroga, se o país tivesse garantido entre 40 e 50 milhões de vacinas nos próximos três meses, ele atingiria a capacidade de imunizar 2,4 milhões de indivíduos por dia. Para sanar a falta de vacinas disponíveis, o ministro garantiu que busca na diplomacia com outros países, a entrega mais célere de insumo farmacêutico ativo (IFA), necessário para a produção das vacinas no Brasil, e até mesmo imunizantes prontos.
“Eu não quero aqui me ater a detalhes dessas negociações porque são negociações internacionais sensíveis, e que nós não podemos estar antecipando essas questões sob pena de perder a oportunidade de negócio. Nenhum de nós aqui quer que o Brasil perca a oportunidade de adquirir uma dose sequer de vacina”, justificou a falta de informações sobre acordos com outros países.
Queiroga se retirou um pouco antes do fim da coletiva de imprensa por causa de uma reunião e pediu “licença” aos jornalistas presentes a fim de buscar mais vacinas para o país. 
“Eu vou pedir desculpas a vocês porque eu preciso conseguir mais vacinas para o Brasil. Se eu tiver alguma coisa certa, pode ter certeza que vou falar para vocês”, completou antes de se retirar do evento.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Diario de Pernambuco

.

.