22 de jan. de 2021

Covid-19: Vacinas da Índia chegam nesta sexta ao Brasil

Vacina contra a covid-19 é esperada no Brasil (Reprodução)
As vacinas contra a covid-19 desenvolvidas em parceria entre a AstraZeneca e a Universidade de Oxford devem chegar ao Brasil, vindas da Índia, nesta sexta-feira (22). A informação foi dada pelo Ministério das Comunicações por meio de nota oficial na tarde da última quinta-feira (21). À noite, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) também divulgou uma nota sobre a chegada da vacina.

As 2 milhões de doses serão enviadas por meio de um voo comercial da companhia aérea Emirates. A previsão é que a carga chegue no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo às 17h40 e, após os trâmites alfandegários, a carga será embarcada em outro avião que segue para o Aeroporto Internacional do Galeão, de onde será levada para a Fiocruz. As vacinas foram fabricadas pelo laboratório indiano Serum.

O governo brasileiro tenta desde a semana passada trazer a carga de imunizantes do país asiático. A previsão inicial era que elas estariam no país no último domingo passado (17). Contudo, o governo da Índia recuou e as autoridades brasileiras passaram a dialogar para liberar a carga.

A Índia anunciou nesta semana a exportação de vacinas para seis países, sem incluir o Brasil. Na noite de ontem, o secretário de Relações Exteriores da Índia, Harsh Srhingla, confirmou à Agência Reuters a liberação da exportação.

O presidente Jair Bolsonaro publicou nas suas redes sociais sobre a liberação das exportações da vacina e cumprimentou o ministro das relações exteriores Ernesto Araújo e os servidores do Itamaraty pelo trabalho.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Festival Curta Taquary 2021 inicia Laboratório de Realização de Documentários

DocLab - Laboratório de Realização de Documentários faz parte da programação do Curta Taquary 2021 (Reprodução/Divulgação)
As atividades do 14º Curta Taquary – Festival de Curta-Metragem de Taquaritinga do Norte tiveram início com programação voltada a formações e cursos. Por meio de encontros virtuais, gravados e ao vivo, a organização do evento deu início ao DocLab - Laboratório de Realização de Documentários.

Devido à procura, foram abertas vagas para uma segunda turma, que começa as aulas em fevereiro. Os trabalhos produzidos pelos dois grupos serão apresentados durante a exibição de filmes no festival, de 16 a 22 de março de 2021, no site www.curtataquary.com.br.

O Laboratório reúne 41 participantes na primeira turma. Parte do grupo já produziu algum trabalho e quer se aprimorar, outra parte quer dar os primeiros passos na produção de documentários.

Os cineastas-educadores Marlom Meirelles e Kennel Rógis são os responsáveis pela formação da primeira turma do laboratório e cada um vai orientar um grupo na execução do documentário. A segunda turma será orientada por Marlom Meirelles e Antonio Fargoni.

O festival em 2021

Ao todo, o Curta Taquary 2021 recebeu inscrições de 521 filmes. Os inscritos são de 23 estados brasileiros, além do Distrito Federal. A programação completa da 14ª edição será divulgada no dia 1º de março.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


Milton quer intérprete de Libras em transmissões da câmara e da prefeitura de Taquaritinga do Norte

Durante a segunda reunião do primeiro período legislativo da Câmara de vereadores de Taquaritinga do Norte, que aconteceu na tarde desta quinta-feira 21/01, o vereador Milton Cícero do (MDB), apresentou três requerimentos.

Entre os requerimentos apresentados, o vereador solicitou que seja inserida a participação de intérprete de Libras nas transmissões ao vivo e eventos feitos pela Câmara de Vereadores e Prefeitura Municipal.

Segundo o vereador o objetivo é  incluir a comunidade surda nas discussões de interesse da população.

Além desse requerimento, o vereador também solicitou através de requerimento a Implantação de refletores no Estádio Pedro Gonça na Comunidade do Algodão, e fez um pedido de informação a prefeitura municipal sobre conclusão da Obra da Avenida Santa Cruz, também na comunidade do Algodão, zona rural do município.

Da redação | PE+ Notícias

21 de jan. de 2021

Secretário de Saúde aponta possibilidade de fechamento da Feira da Sulanca em Caruaru


Nesta quinta-feira (21), o secretário estadual de Saúde, André Longo, deu início à vacinação contra a Covid-19 dos profissionais de Saúde que atuam na assistência dos pacientes com coronavírus na rede estadual em Caruaru, no Agreste. O ato simbólico e o início da vacinação foram realizados no Hospital Mestre Vitalino (HMV).

Na oportunidade, Longo comentou sobre um possível fechamento da Feira da Sulanca, tendo em vista o crescente aumento dos casos de Covid-19 registrados no Agreste. 
"Os números no Agreste não são confortáveis. Muito pelo contrário, são preocupantes", afirmou André Longo em visita ao HMV, em Caruaru
O secretário esclareceu que, no momento, não existe nenhuma determinação do Governo do Estado para fechamento de parques e feiras, mas que a possibilidade não está descartada.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Blog Manhã Nordestina

Anúncios

 


Operação 'Voto Livre' cumpre mandados de busca e apreensão em Agrestina e Caruaru

Polícia Federal (Marcelo Camargo/ABr)
Na manhã desta quinta-feira (21), a Polícia Federal (PF) em Pernambuco deflagrou a segunda fase da operação "Voto Livre". Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Agrestina e Caruaru, no Agreste. A ação visa o combate a prática de crimes relacionados à eleição municipal de Agrestina, em 2020.

De acordo com a PF, os mandados são cumpridos nas casas de figuras políticas e empresários das duas cidades. As ordens judiciais requeridas pelo Ministério Público Eleitoral de Agrestina foram expedidas pela Juízo da 86ª Zona Eleitoral.

A PF informou que foram apreendidos documentos e aparelhos celulares dos principais alvos da operação. O material recolhido deve ser analisado pelo Setor de Perícias da Polícia Federal para extração e análise de dados.

A operação foi realizada com o emprego de 30 policiais e com o apoio de homens do 4º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco.

Primeira fase

A primeira fase da "Voto Livre" teve como objetivo combater a suposta prática de crimes eleitorais cometidos por integrantes da coligação "Agrestina do Lado Certo", encabeçada pela prefeiturável Carmen Miriam. A operação foi deflagrada em 14 de novembro de 2020.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Vacina Sputnik V será aposta de Pernambuco, caso governo federal não envie doses suficientes

Aluísio Moreira/SEI
A vacina russa Sputnik V será a aposta de Pernambuco e outros estados do Nordeste para dar continuidade à campanha de imunização contra o novo coronavírus, caso o governo federal fracasse em enviar a quantidade necessária de novas doses. Em coletiva de imprensa transmitida pelo YouTube, na tarde desta quarta-feira, o secretário estadual de Saúde, André Longo, destacou que o Consórcio Nordeste já elaborou um memorando para aquisição de 50 milhões de vacinas desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Gamaleya. 

A Sputinik V ainda não teve uso emergencial aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Na última quarta-feira, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Anvisa forneça informações, em até 72 horas, sobre a análise do pedido de uso emergencial que foi rejeitado pela agência no sábado, porque os documentos não apresentavam "requisitos mínimos para submissão e análise". A determinação de Lewandowski acatou pedido do governo da Bahia.

Na última terça-feira, foi concluído o envio, pelo governo do estado, de todas as doses que cabem aos municípios aos 84 municípios e ao Arquipélago de Fernando de Noronha. As 270 mil doses do Coronavac/Butantan enviadas até agora a Pernambuco só podem cobrir 20% do público prioritário, que teve que ser fracionado neste primeiro momento para que um subgrupo mais crítico, formado por profissionais que atuam diretamente com pacientes de Covid-19, idosos e deficientes moradores de instituições, e indígenas de aldeias, possa ser imunizado logo.

Ainda não há definição sobre a produção de doses da CoronaVac no Brasil, que depende de insumos da China, nem da chegada da vacina AstraZeneca/Oxford produzida na Índia, devido ao fracasso do governo brasileiro nas negociações com aquele país.
"Lamentamos esse ambiente de incerteza na continuidade do processo de vacinação. Temos procurado, no Conselho Nacional de Secretários de Saúde, que haja definição no envio de mais doses. O planejamento federal era vacinar o primeiro grupo prioritário em 30 dias. O cenário internacional é adverso e parecem não evoluir bem as negociações do Butantan e da Fiocruz para os insumos necessários à produção", disse.
Na manhã de hoje, o Fórum de Governadores assinou carta à Presidência pedindo que o presidente Jair Bolsonaro e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, dialoguem com a China para viabilizar a continuidade da vacinação. 
"É muito ruim que interrompamos esse processo, frustrando a esperança trazida pela vacina", destacou Longo. 
Ele criticou a inabilidade do governo federal na relação diplomática com a China, que tem sido marcada por declarações negativas contra o governo chinês. 
"Falas carregadas de negacionismo não podem colocar em xeque a vida e a esperança do povo brasileiro. Esperamos que o Ministério da Saúde possa exercer sua prioridade na aquisição segura de vacinas. A escassez de doses que hoje é apresentada aos estados começa a gerar problemas na execução das vacinas. Está um clima de incerteza. Não sabemos se haverá interrupção da vacinação. Estamos pedido um cronograma", acrescentou.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Diario de Pernambuco

Anúncios

 


Polícia Civil inicia investigações em Jupi-PE, sobre vacinação fora do grupo prioritário

Foto: Reprodução
Em Jupi, no Agreste Meridional pernambucano, a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) iniciou na última quarta-feira (20) uma investigação preliminar sobre o caso de um fotógrafo que teria sido vacinado fora do grupo prioritário definido pelo Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. O caso foi denunciado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) na última terça-feira (19), através da Promotoria de Justiça de Jupi, que recebeu a denúncia por meio de um vídeo em que mostra o fotógrafo identificado como Guilherme JG e a secretária municipal de Saúde, Maria Nadir Ferro. O delegado Alexandre Veras está responsável pela apuração do caso na Delegacia de Jupi.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que vai solicitar apoio ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e à Secretaria de Defesa Social para que, caso seja confirmada a imunização fora do grupo prioritário, os responsáveis sejam punidos.
“Nós fizemos uma reunião na última segunda-feira e pactuamos uma estratégia de vacinação que passa por uma série de diretrizes que precisam ser atendidas no âmbito estadual e no âmbito municipal. A gente espera que isso seja um norte de atuação. Nós tivemos diversas outras campanhas de vacinação de sucesso no nosso estado. Diante dos fatos que foram relatados ontem, nós acionamos de pronto, a Secretaria de Defesa Social e o Ministério Público Estadual, que já adotaram as primeiras providências no sentido de coibir situações como essa”, disse o secretário estadual de Saúde, André Longo, em coletiva nesta quarta-feira.
Segundo a Polícia Civil, a apuração inicial consiste de um “Procedimento de Verificação Preliminar de Informação para apuração dos fatos e colheita de indícios de prática de ilícito penal para posteriormente, se for o caso, ser instaurado Inquérito Policial para o indiciamento dos responsáveis”.

De acordo com a SES-PE, foram encaminhadas para o município de Jupi 136 vacinas, que equivalem às duas doses do imunizante em 68 profissionais de saúde que atuam nos serviços da cidade. Segundo a secretaria, o quantitativo de profissionais representa cerca de 1/3 dos trabalhadores de saúde do município e que os demais profissionais serão contemplados quando houver mais entregas pelo Ministério da Saúde.
“A gente precisa ter transparência e estar consciente que toda a sociedade está olhando para o Sistema de Saúde nesse momento, observando seus passos. Precisamos então seguir diretrizes técnicas claras e transparentes e apresentá-las à sociedade. E aqueles que cometerem ilícitos, se desviarem da rota técnica adequada, certamente terão que dar explicações aos órgãos de controle e aos órgãos de fiscalização”, acrescentou o secretário.
Em nota nas redes sociais, a Prefeitura de Jupi pediu desculpas, caso os fatos sejam comprovados. 
“Ao tomar conhecimento do vídeo, o Prefeito do município de Jupi determinou o imediato afastamento do agente público envolvido prescrito pela Porta GP nº 082/2021, com o intuito de preservar a si e a gestão, para a isenta apuração dos fatos" e que "a gestão adotará todas as medidas para que sejam rigorosamente respeitadas as prioridades da vacinação contida no plano estadual e municipal de imunização, não tolerando qualquer uso da vacina de forma ilegal".
O Diario procurou a secretária municipal de Saúde, Maria Nadir Ferro, para mais esclarecimentos, mas não foi atendido. A gestora ainda retornou para a reportagem na tarde de hoje, através de uma chamada de vídeo, mas logo desligou em seguida. A Prefeitura de Jupi também não respondeu aos nossos contatos.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Diario de Pernambuco

20 de jan. de 2021

Covid-19: Pernambuco suspende eventos sociais e corporativos por 30 dias

Avanço da covid-19 em Pernambuco levou o estado a restringir eventos - Foto: Reprodução
Durante coletiva de imprensa online, realizada nesta quarta-feira (20), o Governo de Pernambuco anunciou a suspensão de eventos sociais e corporativos. A determinação ocorre poucos dias após o estado ultrapassar a marca de 10 mil mortes causadas pela covid-19. Além disso, os casos de infectados têm se mantido em um patamar alto, o que preocupa as autoridades sanitárias.

A medida passa a valer a partir do dia 25 de janeiro e terá prazo de 30 dias. O secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes, falou sobre a determinação. 
"Os números [da covid-19] são crescentes e preocupantes. O Governo do Estado entende pela suspensão dos eventos sociais e corporativos, a partir desta segunda-feira, dia 25 de janeiro, pelo prazo de 30 dias. Estão suspensos os eventos sociais e corporativos que podiam ser realizados, até então, com a capacidade de 150 pessoas", detalhou. 
São considerados eventos sociais festas de aniversário, casamentos, batizados, formaturas e similares. No dia 6 de janeiro, o Governo do Estado havia anunciado a proibição de eventos com mais de 150 pessoas. Antes, eram permitidas até 300 pessoas.

Elogio aos banhistas e comerciantes 

Na última semana, o Governo de Pernambuco ameaçou fechar as praias do estado caso a população continuasse a desrespeitar as medidas sanitárias. Rodrigo Novaes elogiou a postura de boa parte dos banhistas e comerciantes que entenderam o recado e respeitaram o uso da máscara e o distanciamento social. O secretário reforçou a necessidade do cumprimento das medidas. 
"Neste final de semana tivemos uma situação bem mais controlada do que tivemos nos finais de semana passados. É preciso que nós continuemos avançando, cumprindo os protocolos, tanto os comerciantes quanto os banhistas. No próximo fim de semana, estaremos mais uma vez com nossa campanha de conscientização para que a gente possa ter o cumprimento dos protocolos, com todo seu rigor, para que a gente mantenha esse ambiente aberto, que é tão importante", disse, destacando a importância do litoral pernambucano para o turismo. "A prioridade sempre será a saúde. É preciso que a gente participe e cumpra os protocolos com todo seu rigor para que a gente mantenha essas praias abertas como estão", completou. 
Covid-19 em Pernambuco 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (20/01), 1.770 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 53 (3%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.717 (97%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 244.814 casos confirmados da doença, sendo 30.437 graves e 214.377 leves.

Também foram confirmados 39 óbitos, ocorridos entre os dias 30/11/2020 e 18/01/2021. Com isso, o Estado totaliza 10.098 mortes pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Radio Jornal NE10

Anúncios

 


Prova de vida de aposentados do INSS é suspensa até fevereiro

Sede do INSS (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro deste ano não terão seus benefícios bloqueados. A Portaria nº 1.266/2021, publicada nesta quarta-feira (20) no Diário Oficial da União, prorroga a interrupção do bloqueio de benefícios para as competências de janeiro e fevereiro, ou seja, para pagamentos até o fim de março.

A prorrogação vale para os beneficiários residentes no Brasil e no exterior. De acordo com a portaria, a rotina e obrigações contratuais estabelecidas entre o INSS e a rede bancária que paga os benefícios permanece e a comprovação da prova de vida deverá ser realizada normalmente pelos bancos.

Realizada todos os anos, a comprovação de vida é exigida para a manutenção do pagamento do benefício. Para isso, o segurado ou algum representante legal ou voluntário deve comparecer à instituição bancária onde saca o benefício. O procedimento, entretanto, deixou de ser exigido em março de 2020, entre as ações para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, e a medida vem sendo prorrogada desde então.

Desde agosto do ano passado, o a prova de vida também pode ser feita por meio do aplicativo Meu INSS ou pelo site do órgão por beneficiários com mais de 80 anos ou com restrições de mobilidade. A comprovação da dificuldade de locomoção exige atestado ou declaração médica. Nesse caso, todos os documentos são anexados e enviados eletronicamente.

Além disso, também foi publicada no Diário Oficial da União portaria do Ministério da Defesa que também suspende, até 30 de junho, a atualização cadastral para prova de vida de militares inativos, pensionistas de militares, militares anistiados políticos e dependentes habilitados. De acordo com o texto, nesse caso, o bloqueio de pagamentos por falta de realização da comprovação de vida voltarão a acontecer a partir de 1º de julho.

A medida também foi adotada em março do ano passado em razão da pandemia da covid-19 e vem sendo prorrogada.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

MPPE vai fiscalizar vacinação nos municípios para evitar desvios

O MPPE deve fiscalizar a vacinação contra a Covid-19 (Day Santos/TV Jornal)
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) anunciou que vai fiscalizar a aplicação das vacinas contra a Covid-19 em todos os municípios do Estado. O objetivo é de evitar desvios, para que pessoas não recebam o imunizante de forma indevida, sem pertencer aos grupos prioritários.

O procurador-geral de Justiça de Pernambuco (PGJ-PE), Paulo Augusto de Freitas Oliveira, será o responsável por expedir a recomendação para que os membros do MPPE em todo o Estado fiscalizem e monitorem a vacinação nos municípios.
"Estamos vivenciando um caso de emergência em saúde pública em todo solo nacional e é inadmissível que, considerando o quantitativo de vacinas recebidas pelo Estado de Pernambuco, haja qualquer descumprimento das normas estabelecidas pelo Plano Nacional de Imunização, bem como pactuações locais. Estamos formatando uma recomendação que irá orientar os membros de todo o Estado nesse processo de fiscalização", diz o MPPE em nota.
Irregularidades

Em Jupi, no Agreste, um caso está sendo investigado pelo MPPE. Um fotógrafo recebeu a primeira dose da vacina sem pertencer a nenhum grupo prioritário. Outro caso foi registrado em São José do Egito. O secretário de Saúde recebeu a primeira dose, alegando que estava fazendo isso para incentivar a população a se vacinar.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


Paulo Câmara cobra próximas etapas de vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco


O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, alertou que o lote de vacinas recebidos pelo Estado ainda está “muito aquém” ao que estava planejado e voltou a cobrar respostas mais concretas para a efetivação do plano nacional de imunização do País.

Câmara relatou que seriam necessárias 1 milhão e 260 mil doses para vacinar todos os pernambucanos do primeiro grupo da etapa de imunização e que as 270 mil doses recebidas na última segunda (18) ainda são insuficientes. Segundo ele, é preciso respostas sobre quando chegarão os próximos lotes de imunizante.
“Ainda é muito insuficiente em relação ao que estava planejado. Seriam necessárias 1.260.000 doses para vacinar todos do grupo um. Só estamos recebendo 270 mil doses. Está bem aquém do que estava previsto, mas eu insisto que precisamos de planejamento. O Brasil começou uma etapa, mas não começou a campanha de vacinação. Enquanto não existir planejamento concreto de quando os estados receberão as próximas doses e quantas vacinas serão disponibilizadas, a gente ainda vai ficar nesse momento de indefinição e muitas vezes de frustração, principalmente, das pessoas mais idosas”, alertou Paulo, em entrevista ao jornal GloboNews, nesta terça-feira (19).
O governador ainda relatou que o Lafepe possui parcerias tanto com o Instituto Butantan quanto com a FioCruz, responsáveis pelo desenvolvimento da vacina, e que há troca de experiências para produção de medicamentos.
“Com a chegada da vacina, nós temos tanto no Instituto Butantan e Fiocruz. Ambos os institutos, o Lafepe tem convênios. Trata-se de um processo que está no planejamento de ter condições de trocar experiências e tecnologias, o que for possível trazer de produção para o nosso laboratório vai ser feito”, afirmou o governador.
Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha PE

Índia vai exportar vacina para seis países, Brasil fica fora da lista

Vacina de Oxford não tem previsão para chegar ao Brasil (Reuters/Dado Ruvic)
O Governo da Índia anunciou na última terça-feira (19) que vai exportar a vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca desenvolvida com a Universidade de Oxford, para seis países. Chama atenção o fato do Brasil ter ficado de fora da lista, visto que o país aguarda o envio de 2 milhões de doses, adquiridas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Um avião estava preparado para buscar as doses, mas parou no Recife diante da falta de confirmação indiana sobre o envio da vacina.

O material será enviado a partir desta quarta-feira (20) para Butão, Maldivas, Bangladesh, Nepal, Mianmar e o arquipélago de Seicheles. Outros três países, Sri Lanka, Afeganistão e ilhas Maurício, aguardam apenas autorizações regulatórias para o envio do imunizante. As doses são produzidas pelo Instituto Serum, maior produtor mundial de vacinas.

A Índia recebeu pedidos de exportação da vacina de várias nações, incluindo o Brasil. No entanto, os indianos queriam iniciar sua própria campanha de vacinação antes de começar as exportações. O país começou a vacinar no último sábado (16) e por ser um dos mais populosos do mundo, com mais de 1 bilhão de habitantes, o desafio agora será equilibrar as demandas interna e internacional.

Exportação para o Brasil

Na última segunda-feira (18), o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o governo brasileiro não recebeu uma resposta positiva da índia sobre quando será enviada a remessa de 2 milhões de doses, mas que isso pode ocorrer esta semana. O Ministério das Relações Exteriores da Índia emitiu um comunicado informando que "o fornecimento da vacina aos países parceiros continuará nas próximas semanas e meses de maneira gradual".

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

19 de jan. de 2021

Anúncios

 


Técnica em Enfermagem é a primeira vacinada de Taquaritinga do Norte


A vacinação contra a Covid-19 foi iniciada oficialmente em Taquaritinga do Norte na manhã dessa terça-feira. A técnica em enfermagem Elianeide Maria de Lima, de 37 anos, foi a primeira nortetaquaritinguense a ser vacinada.

Elianeide trabalha na área da saúde há 13 anos e, atualmente, está atuando na linha de frente contra a covid-19. A vacinação ocorreu em uma cerimônia simbólica no Hospital Geral Severino Pereira.
“Me sinto privilegiada em ser a primeira taquaritinguense a receber a vacina. Torço para que o quanto antes mais doses chegue, para que nossa população seja imunizada”, festejou
A servidora exibindo o cartão de vacinação já atualizado – Foto: Divulgação/Prefeitura de Taquaritinga do Norte
Para a secretária municipal de saúde, Poliana Santana, o recebimento do primeiro lote de vacinas é motivo de alegria e esperança.
“Chegaram cerca de 30% do quantitativo de vacinas para essa primeira etapa, que imunizará os profissionais de saúde da linha de frente de combate à doença, Idosos asilados, deficientes institucionalizados e indígenas aldeados”, disse a secretária.
O prefeito Lero (PSB) afirmou que o município está preparando o processo de imunização da população e buscando viabilizar o recebimento de novas doses.
“A Secretaria Municipal de Saúde montou todo esquema para imunizar a população, seguindo o cronograma de prioridades. Estamos muito felizes e já articulando junto ao Governo do Estado para que mais vacinas estejam disponíveis para toda população do município o mais rápido possível”, destacou
As primeiras doses são da Coronavac – Foto: Divulgação/Prefeitura de Taquaritinga do Norte
Em Taquaritinga do Norte, serão vacinados, inicialmente, os servidores da linha de frente contra a covid-19, idosos e deficientes institucionalizados e indígenas aldeados. A vacina usada é a Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Blog do Bruno Muniz

Prefeitura Taquaritinga do Norte abre processo seletivo público inscrição gratuita até 02 de Fevereiro


A Prefeitura de Taquaritinga do Norte através da Secretaria de Obra e Urbanismo e Secretária de Agricultura, abriram processos seletivos para contratação imediata e cadastro de reserva no município. O salário remuneratório é de R$ 1.100, salário mínimo vigente no País.

As inscrições são gratuitas e o candidato deve atender aos critérios estabelecidos no edital e se inscrever entre os dias 19/01 e 02/02. O Processo de Seleção Pública Simplificado será realizado em 2 (duas) etapas concomitantes, sendo: uma etapa de avaliação curricular (classificatória) e uma etapa de prova prática de aptidão mínima para a função (eliminatória). A avaliação curricular, de caráter classificatório, obedecerá os critérios descritos no edital, valor máximo de 05 (cinco) pontos.

Conforme o edital, estão abertas vagas para os seguintes cargos: serventes de pedreiro, pedreiros, pintores, encanadores e magarefes.

Um ponto importante é entender que tratar-se de um processo público de contratação em áreas essências da administração pública municipal e tem caráter aberto para todos que querem participar e sem qualquer tipo de restrição do caráter competitivo, nos termos da lei. 

Para maiores informações confira abaixo os editais que foram publicados no Diário Oficial dos Municípios do Estado de Pernambuco no dia de hoje 19/01/2021. Edição 2753:


SECRETARIA DE OBRAS E URBANISMO - Edital nº 01/2021 (acesse aqui), que disciplina o Processo Seletivo Público Simplificado visando à contratação temporária de profissionais garis, serventes de pedreiro, pedreiros, pintores e encanadores, alfabetizados, de conforme quadro de Anexo I, para atender situação de excepcional interesse do Município de Taquaritinga do Norte/PE, o qual será regido por este Edital e demais normas que venham a ser editadas e que o integrarão para os fins legais.

SECRETARIA DE AGRICULTURA - Edital nº 01/2020 (acesse aqui), que disciplina o Processo Seletivo Público Simplificado visando a contratação temporária de profissionais magarefes, alfabetizados, conforme quadro integrante do Anexo I, para atender situação de excepcional interesse do Município de Taquaritinga do Norte/PE, o qual será regido por este Edital e demais normas que venham a ser editadas e que o integrarão para os fins legais.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do Diário Oficial dos Municípios do Estado de Pernambuco

Anúncios

 


Taquaritinga do Norte já dispõe de vacina contra o Coronavírus

Acaba de chegar no município de Taquaritinga do Norte o imunizante CoronaVac do Instituto Butantã vindo da IV Geres. 

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu 30% do quantitativo de vacinas para esta primeira etapa e está preparada para vacinar os profissionais de saúde da linha de frente de combate à doença; Idosos asilados; Deficientes institucionalizados; Indígenas aldeados. 

Hoje às 14h será vacinada a primeira nortetaquaritinguense. Um momento histórico e super aguardado por todos.

Da redação | PE+ Notícias

Técnica de Enfermagem é a 1ª pessoa a ser vacinada contra covid-19 em Caruaru

Técnica de enfermagem é a primeira a receber vacina em Caruaru (Cacá Fernandes/TV Jornal Interior)
A dose inicial da vacina contra o coronavírus (covid-19) começou a ser aplicada na manhã desta terça-feira (19) em Caruaru, no Agreste pernambucano. A primeira pessoa a ser vacinada na cidade é a técnica de enfermagem Manuella Auxiliadora Vasconcelos, de 34 anos.

Segundo informações da prefeitura de Caruaru, Manuella trabalha há sete anos na rede municipal de saúde e está há um ano e seis meses no Hospital Manoel Afonso. Ela representa quase 300 profissionais que atuam na linha de frente da unidade.

Depois dela, outros profissionais da saúde também serão imunizados contra a covid-19. À tarde, as vacinas também deverão começar a ser aplicadas na UPA Respiratória e na Casa dos Pobres.

Prioridade da vacina em Caruaru

Por causa da redução da quantidade de doses que serão recebidas pelo município, o público alvo da primeira etapa da vacina foi reduzido. Confira quem recebe:

• Trabalhadores em saúde que estão com risco maior de exposição ao vírus, incluindo médico, enfermeiro, recepcionistas, entre outros profissionais;

• Indígenas aldeados e comunidades ribeirinhas;

• Idosos acima de 60 anos institucionalizados, que são os que vivem em abrigos;

• Pessoas acima de 18 anos também institucionalizadas e que possuem algum tipo de deficiência;

• Equipes de vacinação envolvidas com os grupos citados.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Anúncios

 


Técnica de Enfermagem é a primeira vacinada em Pernambuco


Um momento histórico, que reacende a esperança dos pernambucanos. A técnica de Enfermagem Perpétua do Socorro Barbosa dos Santos, de 52 anos, foi a primeira pernambucana vacinada contra a Covid-19 no Estado. O ato aconteceu nesta segunda-feira (18.01), no auditório da faculdade de Ciências Médicas do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), em Santo Amaro, no Recife. As 270 mil doses da CoronaVac – Instituto Butantan chegaram à capital às 19h40, vindas de São Paulo, e seguiram para a sede do Programa Estadual de Vacinação, no bairro de Casa Amarela, onde foram separadas para serem enviadas às 12 Gerências Regionais de Saúde do Estado nas próximas 24 horas.
“É um momento histórico, que vai ficar marcado nas nossas mentes. É fruto de um trabalho de articulação que, hoje, se torna realidade no Brasil e em Pernambuco. Mas sabemos que ainda precisamos de definições sobre os próximos lotes de vacina a serem enviadas aos Estados e municípios brasileiros. Isso faz parte do Plano Nacional de Imunização e temos que ter esse plano na sua completude, com prazos e datas, para que a gente possa vacinar todos”, afirmou Paulo Câmara, após o ato de imunização.
O governador também agradeceu às pessoas que, desde o início, ainda em março de 2020, têm se dedicado a salvar vidas, sobretudo os profissionais de saúde, e reforçou que, embora esse momento seja fundamental, é importante que a população continue mantendo os cuidados necessários. 
“Ainda precisamos usar máscaras, manter o distanciamento social e sempre higienizar as mãos”, disse, complementando que é preciso ter um pouco mais de paciência até que todos sejam vacinados. “Precisamos ter respeito à vida do outro até vacinarmos todos os pernambucanos e, assim, continuar incansavelmente salvando vidas”.
Há 30 anos trabalhando no HUOC, Perpétua dos Santos sempre quis atuar na área da saúde para “ajudar as pessoas a diminuírem seus sofrimentos”. Ela, que sempre lidou com pacientes com tétano, leptospirose e HIV, contou que viveu “dias de guerra” nos últimos meses, devido à pandemia da Covid-19, e que o medo de pegar a doença bateu por diversas vezes enquanto trabalhava para salvar vidas. 
“Não tínhamos tempo para pensar em nada. Eu arrisquei a minha vida para salvar a de milhares de pessoas”, afirmou a profissional, ao lembrar do tratamento com os inúmeros pacientes. Após receber a primeira dose do imunizante, Perpétua se disse esperançosa com um novo tempo que se inicia a partir da vacinação. “Estou animada, ansiosa e feliz. Para mim, é uma vitória. Vitória dos pernambucanos e dos brasileiros”, concluiu.
O secretário estadual de Saúde, André Longo, reforçou o dia histórico marcado pela chegada da vacina e o início da imunização dos pernambucanos. 
“Este dia deverá ser um divisor de águas para o enfrentamento da pandemia em nosso Estado, e certamente mudará o curso da doença em Pernambuco”, previu Longo, destacando que a chegada da CoronaVac – Instituto Butantan simboliza a importância do papel da ciência e da tecnologia no País. “Sempre apostamos na ciência e no acompanhamento do processo com muita disposição e força por parte de toda a equipe liderada pelo governador Paulo Câmara. Então, este momento nos deixa emocionados”, comentou.
Além de Perpétua dos Santos, também foram vacinados a auxiliar de farmácia Wanessa Correia, o técnico de laboratório Marcos Alexandre Correia, a enfermeira de UTI Joyce Mendes, o nutricionista Rodrigo Silveira, a fisioterapeuta Thatiana Vasconcelos, a enfermeira de saúde indígena Penha Atikum – da etnia Atikum – e o médico da UTI pediátrica José Carneiro Leão Filho.

PRIORIDADES – O Plano Nacional de Imunização (PNI) estabeleceu que o grupo prioritário 1 englobaria idosos com mais de 75 anos, indígenas aldeados, idosos com mais de 60 anos que moram em asilos e profissionais de saúde. Em Pernambuco, isso corresponde a cerca de 630 mil pessoas. Para garantir as duas doses a todos eles, seriam necessárias 1.260.000 vacinas. Como o Ministério da Saúde está enviando 270 mil doses para Pernambuco neste lote, não será possível atender o primeiro grupo prioritário por completo. Por isso, a nova recomendação do Ministério é que as primeiras doses sejam destinadas a profissionais da saúde que atuem na ponta, idosos que vivem em asilos, pessoas com deficiência que vivam em instituições de longa permanência e indígenas aldeados.

Serão utilizados na logística de distribuição seis caminhões, sendo quatro refrigerados, adequados para longas distâncias. Os veículos não refrigerados não ensejam qualquer risco às vacinas, pois elas estão armazenadas em caixas térmicas a uma temperatura entre quatro e oito graus, garantindo uma durabilidade de no mínimo 48 horas.

Também estiveram presentes no ato de vacinação a vice-governadora Luciana Santos, o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Lucas Ramos, o reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Pedro Falcão, a vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão, e a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Folha de Caruaru

18 de jan. de 2021

Covid-19: avião com 270 mil doses da vacina pousa no Aeroporto do Recife

Avião já se encontra em solo pernambucano - Foto: Reprodução
Com a chegada do primeiro lote com 270 mil doses da Coronavac em Pernambuco, os repórteres da TV Jornal, Michael Carvalho e Mário Oliveira repassaram informações sobre o pouso do voo LA 3446, da Latam Airlines, no Aeroporto Internacional do Recife, durante o programa O Povo na TV desta segunda (18).


O avião pousou por volta das 19h30 em solo pernambucano. Caminhões aguardavam no local para transportar as doses da Coronavac para a sede do plano nacional de imunização, localizada no Recife.


De lá, os imunizantes serão levados para as 12 Gerências Regionais de Saúde do Estado. 

"Com apoio das forças de segurança que farão escolta até a chegada nas cidades", destacou o secretário. Expectativa é que, em até 24 horas, todas as Geres tenham recebidos doses da vacina. As gerências são responsáveis por encaminhar as vacinas aos postos de saúde dos municípios.
Confira todas as informações:



Grupos prioritários

O grupo prioritário para receber as primeiras vacinas é composto por cerca de 90 mil profissionais de saúde que atuam na linha de frente ao combate da covid-19. Também serão inclusos profissionais que trabalham em UTI ou com atenção básica. Idosos que vivem em instituições de longa permanência também deverão ser priorizados no início da vacinação, a estimativa do Estado é de que cerca de 2,6 mil idosos se enquadrem no requisito. Fechando o grupo prioritário, Pernambuco também deverá vacinar 6 mil indígenas durante a primeira fase da imunização.

Seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI), em Pernambuco, o grupo prioritário 1 corresponde a 630 mil pessoas. Para garantir as duas doses a todos eles, seriam necessárias 1.260.000 vacinas. Como o Ministério da Saúde está enviando 270 mil doses para Pernambuco neste lote, não será possível atender o primeiro grupo prioritário por completo. A nova recomendação do Ministério é que essas primeiras doses sejam destinadas a profissionais da saúde que atuem na ponta, idosos que vivem em asilos, pessoas com deficiência que vivam em instituições de longa permanência e indígenas aldeados.
“Essas vacinas vão atender, no primeiro momento, parte dos trabalhadores de saúde, algo em torno de 30%. Serão priorizados os que estão na linha de frente, atendendo à Covid-19. Além disso, estão incluídos idosos com mais de 60 anos em Instituições de Longa Permanência, como os asilos, além de deficientes internados em instituições e indígenas aldeados”, explicou Longo.
Segurança

De acordo com o secretário de Defesa Social do Estado, Antônio de Pádua, cerca de 5 mil servidores foram destinados para realizar a segurança e a logística do processo de vacinação. Entre os órgãos envolvidos no processo estarão a Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Científica, Corpo dos Bombeiros Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. O objetivo é garantir a segurança das vacinas, considerada o "líquido mais precioso que temos nesse momento", de acordo com Antônio de Pádua. Inicialmente cerca de R$ 1 milhão será investido na iniciativa, envolvendo escolta, logística, mapeamento e policiamento nas rotas, além de viaturas e insumos.
“Há um planejamento cuidadoso por parte de todos os órgãos envolvidos na operação. Isso visa garantir a segurança no transporte e armazenamento das vacinas, para que elas cheguem à população nas condições ideais, conforme o calendário de aplicação nos grupos prioritários. A Polícia Militar, dentro do seu escopo, tem toda a estrutura para fazer não só a segurança da logística desse transporte, mas também de onde vão ficar armazenadas as vacinas e os locais de vacinação. Teremos, assim, um apoio ostensivo das polícias nesse trabalho de presença nos locais", ressaltou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.
No último domingo (17), André Longo já havia destacado os preparativos do Governo do Estado para iniciar a imunização. 
"Ressalto que Pernambuco já está pronto para iniciar o processo de imunização. Na semana passada, todas as cidades pernambucanas já receberam as agulhas e seringas para as duas primeiras fases da Campanha. Agora, aguardamos a definição de cronograma e operacionalização de envio das doses para o Estado. Além disso, já nesta segunda-feira (18), iremos pactuar com os municípios pernambucanos os detalhes finais para o início da vacinação no Estado".
Da redação | PE+ Notícias
Com informações da Rádio Jornal NE10

Anúncios

 


.

.