11 de nov. de 2020

Nordeste tem conseguido exportar energia para outras regiões do país

Em novembro, ocorreram três fatores que fizeram o envio da energia para outras regiões atingir esse volume maior (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Atualmente, a região Nordeste vem “exportando” uma casa de quatro mil megawatts (MW) de energia para o Sul e o Sudeste. De acordo com reportagem do Jornal do Commercio, desta quarta-feira (11), do volume total que tem sido “exportado”, 40% estão sendo provenientes das usinas da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), que tem como matéria-prima as águas do Rio São Francisco.
“Outros 40% são gerados por eólicas e os 20% restantes vêm de usinas térmicas, solares e outras usinas hidráulicas instaladas na região”, disse o diretor de Operações da Chesf, João Henrique Franklin. Hoje, a região Nordeste consome pouco mais de 11 mil MW médios já no país o consumo tem girado na casa dos 65 mil MW médios.
Causas

Nordeste tem conseguido exportar energia e segundo ainda a reportagem do JC, em novembro, ocorreram três fatores que fizeram o envio dela para outras regiões atingir esse volume maior: a barragem de Sobradinho, na Bahia, que está liberando 2900 metros cúbicos de água por segundo, as eólicas geralmente produzem mais energia no segundo semestre e houve um aumento das interligações que podem transportar a energia do Nordeste para o Sudeste e Norte do País.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.