10 de jul. de 2020

Caixa explica problemas envolvendo o Caixa Tem; confira

Vice-presidente de Tecnologia e Digital da Caixa Econômica Federal (CEF), Cláudio Salituro (Reprodução/YouTube)
O vice-presidente de Tecnologia e Digital da Caixa Econômica Federal (CEF), Cláudio Salituro, afirmou na última quinta-feira (9), que os problemas no Caixa Tem estão sendo verificados e solucionados.

De acordo com Salituro, o grande número de pessoas utilizando o aplicativo causa a instabilidade.
"Fizemos o Caixa Tem para atender 1 milhão de pessoas no período de 12 meses e com a pandemia, colocamos todas essas pessoas [mais de 60 milhões de usuários] atendendo todo mês", afirmou.
Segundo o representante da Caixa, mesmo com os problemas, apenas na quarta-feira (8), foram realizadas 2.554.531 transações financeiras através do Caixa Tem.

Sobre as filas enfrentadas pelos usuários no aplicativo, que na última semana chegaram a alcançar mais de uma hora, Salituro informou que a Caixa adquiriu um software da Dinamarca para atender às necessidades. De acordo com ele, o produto gerencia as filas e é usado para a compra de ingressos para eventos como a Copa do Mundo, shows, entre outros.

Sobre o caso do "sumiço" de dinheiro das contas de alguns usuários que tentaram transferir o auxílio emergencial para carteiras digitais, Salituro afirmou que: "Não existe a menor possibilidade de sumir dinheiro de conta da Caixa".
"O que aconteceu foi que alguns clientes fizeram o uso do mesmo código de barras e pagaram o mesmo valor. Isso motivou uma verificação do banco responsável por aquele boleto, e a Caixa verificou que não existiam problemas", explicou.
Ainda de acordo com o representante da Caixa, há controles como o extrato da conta, através do qual o cliente pode acompanhar o dinheiro que entra e sai.
"Talvez no momento de compensação de uma TED, de uma cobrança, pode existir... Tanto é que no processo de cobrança, muitas instituições financeiras informam que o crédito pode acontecer em até três dias, porque sai aquele dinheiro do banco que pagou o boleto, passa por uma câmara de compensação e é transferido para a outra instituição", detalha.
Ainda segundo ele, quando ocorre algum problema na transação, o dinheiro volta para a conta de origem.

Números

De acordo com a Caixa, o aplicativo Caixa Tem teve 159,1 milhões de downloads. O aplicativo Auxílio Emergencial teve 104,3 milhões de downloads. O site do auxílio teve 1,47 bilhões de visitas e a Central 111, 351,7 milhões de ligações.

A Caixa informou que desde o início do pagamento do auxílio emergencial, já foram realizadas 93.902.987 operações através da poupança social digital, entre transferências na Caixa, DOC e TED, compras no cartão de débito virtual, pagamento de concessionária, pagamento de boletos, além dos saques.

O banco apresentou ainda um aumento no uso do cartão de débito virtual e das compras com maquininhas de cartão, através do QR Code.

Da redação | PE+ Notícias
Com informações do NE10 Interior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.