16 de ago de 2019

Secretária de Saúde de Pernambuco confirma 2 casos de sarampo em Caruaru


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou nesta quinta-feira (15) que a Fiocruz Rio de Janeiro liberou a confirmação laboratorial de 4 casos de sarampo em Pernambuco. As ocorrências são relacionadas a três viajantes que participaram de uma excursão para Porto Seguro entre o final de junho e início de julho, além de um contato desse grupo. Das confirmações, duas pessoas são de residentes em Recife e outras duas em Caruaru. Ao todo, 9 casos relacionados a essa excursão de Porto Seguro foram notificados, desde o dia 25.07. Ou seja, além das 4 confirmações, outras 5 notificações relacionadas à viagem (1 do Recife, 1 de Olinda, 2 de Bezerros e 1 de Jaboatão dos Guararapes) continuam em investigação pelo laboratório de referência nacional para a doença. Todos passam bem. Os casos estão conectados a um paciente positivo de São Paulo, monitor da viagem.

Ao todo, 182 pernambucanos participaram da excursão. A vigilância epidemiológica dos municípios dos viajantes, com o apoio da SES-PE e das I e IV Gerências Regionais de Saúde (Geres), realizaram busca ativa dessa população e dos possíveis contatos para verificar se há outros casos suspeitos e também para realizar bloqueio (vacinação com a tríplice viral), quando necessário, para evitar a circulação viral. Ao todo, 24 ações de bloqueio foram executadas, com mais de 1,2 mil doses da vacina aplicadas. O bloqueio deve ser feito de forma seletiva e a tríplice viral é administrada conforme a situação de cada contato, na faixa etária de 6 meses a 49 anos. Acima dessa idade, se avalia a necessidade da imunização.

Desde janeiro deste ano, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) recebeu 132 notificações de casos suspeitos de sarampo, com 74 descartes, 4 confirmações e 54 ainda em investigação. Do total de notificações, 69 (52%) foram realizadas nas semanas após o caso relacionado a Porto Seguro. Em 2018, das 213 notificações, 209 foram descartadas e 4 confirmadas, todas relacionadas a um paciente com histórico de viagem para Manaus, área com circulação do vírus na época. Em 2017 foram 45 notificações e em 2016, 39, todas descartadas. Pernambuco não registra casos autóctones (transmissão sustentada por um período acima de 1 ano) do sarampo desde 2000 - em 1999 foram registradas as últimas 240 ocorrências. Em 2012 houve 1 caso importado e entre 2013 e 2014 um surto com 226, que foi controlado com as ações de vigilância epidemiológica e imunização do Estado e municípios envolvidos. 

CASO SUSPEITO PARA SARAMPO: 

Todo paciente que apresentar febre e exantema maculopapular morbiliforme de direção cefalocaudal (manchas avermelhadas que começam na cabeça e vão descendo para o restante do corpo), acompanhados de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e situação vacinal; ou todo indivíduo suspeito com história de viagem para locais com circulação do vírus do sarampo, nos últimos 30 dias, ou de contato, no mesmo período, com alguém que viajou para local com circulação viral. No Brasil, os Estados com casos são: Rio de Janeiro, São Paulo, Pará, Sergipe, Minas Gerais, Santa Catarina, Amazonas e Roraima. A notificação de caso suspeito de sarampo é obrigatória. Apresentando essa sintomatologia, é importante ir ao posto de saúde mais próximo para receber a devida assistência.

Da redação | PE mais
Com informações do Site Espiaqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.