6 de jul. de 2019

Prefeito Edson Vieira e deputada estadual Alessandra Vieira participam de encontro com empresários de Santa Cruz do Capibaribe


O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, se reuniu na manhã da última terça-feira (02) com empresários da cidade para discutir medidas de intervenção, junto ao Governo de Pernambuco, com relação a interdição da conhecida ‘ponte velha’, que dá acesso da Avenida Teófanes Ferraz à Avenida João Francisco Aragão.

Participaram do encontro, a deputada estadual Alessandra Vieira, o síndico do Moda Center José Gomes Filho “Menininho”, representantes da Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap) e empresários de vários setores da cidade, que se mostraram preocupados com o impacto causado no comércio local.

De acordo com um levantamento realizado pela Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Santa Cruz do Capibaribe, após a interdição da ponte, as vendas nos estabelecimentos registraram uma baixa de 60% em suas vendas, o que deve ocasionar em demissões e até fechamento de alguns pontos comerciais.

“Essa interdição tem afetado a nossa economia e não podemos deixar de acionar o Estado de sua responsabilidade. Vamos cobrar da deputada Alessandra para que procure a Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos e nos traga uma posição oficial do Governo”, disse o prefeito Edson Vieira.
No encontro, a deputada estadual Alessandra Vieira se comprometeu com os empresários de encaminhar ofícios solicitando maior brevidade no início das obras. 
“Tive uma reunião há 60 dias e ficou acertado que o Governo daria início as obras, e após a comprovação das dificuldades enfrentadas pelo comércio, vamos cobrar brevidade para que esta ponte seja refeita”, afirmou.
O síndico do Moda Center, José Gomes Filho, conhecido por ‘Menininho’, falou sobre a questão. 
“Enviamos ofícios para a prefeitura para discutir as ações e trazer os dados que mostram a queda nas vendas do comércio após a interdição da ponte. Precisamos unir forças e ir em busca de solucionar este problema, tanto o comércio quanto à indústria, precisam cobrar do Governo”, ressaltou.

Na reunião foi apresentado pelo Coordenador de Defesa Civil, Bartôl Neves, os laudos técnicos feitos pela equipe de engenheiros da prefeitura e um ofício da Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) que foram encaminhados para a Sede do poder municipal, que atestaram a necessidade imediata de interdição.

A passagem de veículos sobre a ponte que dá acesso a principal via que interliga o Centro comercial de Santa Cruz do Capibaribe, foi interditada há cerca de 30 dias, e tem causado transtornos no trânsito local.

Da redação PE mais
Com informações da Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.