1 de mai de 2019

Pernambuco pode ter primeira vítima de H1N1 do ano

A estudante de medicina tinha 17 anos. (Imagem: Getty Images)
A causa da morte de uma estudante de Medicina, no Recife, está sendo investigada. A causa da morte foi Síndrome Respiratória Aguda (SRAG), e pode ser o primeiro caso de H1N1 de Pernambuco, em 2019.

Nesta terça-feira (30) uma equipe de Vigilância Epidemiológica visitou o centro de ensino que ela frequentava, para orientações de medidas de prevenção, pois alunos da instituição informaram medo diante do caso.

A Secretaria de Saúde do Recife foi notificada pela morte por SRAG na última segunda-feira (29).
“Paciente do sexo feminino, 17 anos, que residia em parte da semana em Boa Viagem e outra num município do agreste pernambucano. Era estudante de uma universidade particular do Recife. Deu entrada em 27/04, em hospital particular do Recife, apresentando febre, dor de garganta, diarreia, vômitos e perda de peso desde o dia 20/04/2019, evoluindo para o óbito, ainda na emergência, no mesmo dia. O corpo foi encaminhado ao Serviço de Verificação de Óbitos para investigação de vírus respiratórios, considerando que a SRAG pode ser provocada por diversos agentes etiológicos”, informou a pasta, por meio de nota.
Além do Recife, a cidade de Bezerros que também fazia parte do roteiro semanal da jovem também iniciou uma investigação do caso. Não foi confirmado se a estudante tinha alguma morbidade associada que possa ter agravado o quadro dela.

Da redação PE mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.