27 de out de 2018

Confusão entre eleitores de Haddad e Bolsonaro acaba com várias pessoas detidas em Caruaru


O líder do MST em Pernambuco, Jaime Amorim, foi detido no fim da manhã deste sábado (27) em Caruaru, no Agreste. Ele estava fazendo uma panfletagem quando houve um princípio de tumulto. Além dele, a polícia teve que conduzir várias pessoas que votam em Jair Bolsonaro e Fernando Haddad.

Todos foram conduzidos até o plantão da Polícia Federal, onde prestam depoimento. Por meio de nota, o MST disse que houve troca de acusações com simpatizantes da candidatura de Jair Bolsonaro. Amorim panfletava a favor de Fernando Haddad. Segue a íntegra da nota do MST:

“Jaime Amorim da direção nacional do MST foi detido pela polícia militar e levado para a delegacia da polícia federal em panfletagem no centro de Caruaru. Na atividade houve ameaças e agressões por parte de eleitores do outro candidato, se apresentando após a ameaça como um policial que não estava em serviço e que sacou uma arma direcionando-a para os militantes que estavam na atividade no centro da nossa cidade.

Estão querendo enquadrar como crime eleitoral para mantê-lo preso.

Além disso, um jovem de 17 anos do MST teve sua mão cortada por parte dos eleitores do Bolsonaro.

Direção Estadual do MST de Pernambuco”.

Da redação PE mais
Com informações do Blog do Mário Flávio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.