7 de set de 2018

Antônio Campos vai ao TSE para que Frente Popular não use imagem de Miguel Arraes


O advogado e candidato a deputado estadual, Antônio Campos (Podemos), recorreu nesta quinta-feira (6) ao TSE contra a decisão do TRE-PE que liberou a imagem do seu avô, Miguel Arraes, para ser utilizada na campanha da Frente Popular.

Ele ajuizou um recurso especial eleitoral, com pedido de medida cautelar, para que o TSE proíba que a propaganda eleitoral de Paulo Câmara use a imagem do ex-governador.

Entre outros argumentos, fundamenta o recurso no voto divergente do Desembargador Eleitoral Federal, Vladmir Carvalho, que assim proferiu seu voto:

“Mas, a alusão, em campanha política, visando à reeleição do atual governador, como pessoa diretamente ligada ao falecido, como se fosse seu sucessor ou seu herdeiro, ou continuador de sua obra, é matéria que deve ser analisada com as reservas devidas, porque não se trata de exaltação às qualidades do referido falecido, mas forma de, colocando o falecido à frente, na infantaria, obter para o atual governador os votos que a figura do finado ainda pode ensejar, na exibição dos dois nomes lado a lado, como se o candidato em foco fosse continuador da obra do falecido e supramencionado político. Por esse viés, a pretensão, em parte, favorece o requerente de afastar da campanha do atual governador e candidato à reeleição a figura de Miguel Arraes de Alencar.”

Antonio Campos disse que está submetendo a matéria ao Tribunal Superior Eleitoral, inclusive com pedido de liminar, “pois entendo que o voto divergente do desembargador Vladmir Carvalho bem entendeu a matéria controversa e há de prevalecer, ao final, tudo no sentido de proteger o capital político de Miguel Arraes, que está sendo indevidamente utilizado e apropriado pelo governador Paulo Câmara”.

Da redação PE mais
Com informações do Blog do Mário Flávio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.