7 de ago de 2018

Promotoria de justiça de Taquaritiga do Norte instaura procedimento para apurar gastos com premiações

Vereadores de Taquaritinga do Norte em evento promovido pelo Instituto Tiradentes  em 3 de abril de 2017
Foto: Arquivo/Divulgação
Com relação as denúncias do uso de dinheiro público por parte da Prefeitura e da Câmara Municipal de Vereadores de Taquaritinga do Norte em eventos realizados pelas empresas União Brasileira de Divulgação (UBD) e Instituto Tiradentes, após reportagem exibida no Fantástico da Rede Globo no úlimo domingo (05/08), a promotoria de justiça do município instaurou um procedimento para apurar os casos objetivando a devolução dos numerários e outras medidas que forem necessárias.

Em um trecho de um documento enviado a nossa redação, o promotor de justiça, Dr. Hugo Eugenio Ferreira Gouveia, diz que "...é notória a ilegalidade de tais "premiações", sem qualquer base científica e seriedade. bem como do dispêndio de dinheiro público de forma ilegal".

Clique na imagem para ampliar
De acordo com o documento, foram notificados o Prefeito do município, Lero Ivanildo; o secretário de Educação, Marcos Augusto; o presidente da câmara, Eraldo da Pedra Preta e os vereadores Oscar Miguel, Hélio Júnior, Rogéria Coelho, Demir Martins e Geovane Cezar que participaram de evento que aconteceu na capital pernambucana, onde receberam premiações.

O Ministério Público deu um prazo de 10 dias para que a prefeitura e a câmara prestem esclarecimentos sobre tais fatos, inclusive com o envio de toda a documentação sobre os gastos realizados.

Atualizada às 9:21 de 08/08/2018.

Por Paulo Pereira
Da redação | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.