9 de jun de 2018

''Estamos no fim de um governo que não tem credibilidade e não governa'', dispara André de Paula


O presidente estadual do PSD e deputado federal, André de Paula, durante entrevista concedida a Alberes Xavier da Rede Agreste de Rádio, falou sobre sua chegada a Mesa Diretora da Câmara Federal, além disso, o mesmo aproveitou a oportunidade para tecer crítica ao governo do presidente Michel Temer (MDB). 

O deputado assumiu recentemente o cargo de quarto secretário da Mesa Diretora da Câmara Federal em substituição ao deputado federal e correligionário Rômulo Gouveia, vítima de um infarto. André lamentou as circunstâncias que lhe fizeram chegar à secretaria e definiu o momento como uma nova etapa em sua vida política, onde ratificou que vai encarar o desafio com a mesma seriedade e comprometimento com que ocupou outros cargos públicos. 

“Eu vou está aqui em Brasília, agora como quarto secretário, sempre a disposição dos amigos, das lideranças. Eu sempre procurei fazer do meu gabinete, e agora vou fazer da quarta secretaria, uma embaixada que defende interesses do povo de Pernambuco”,
garantiu o parlamentar.
Governo Temer - Na oportunidade, André falou a respeito do momento vivido pelo governo do presidente Michel Temer, destacando a política de preços tocada pela Petrobrás e as paralisações promovidas pelos caminhoneiros, definindo a situação como insustentável. 

“Essa situação atual é insustentável. A gente tem que ser honesto, quase quebram o maior patrimônio do país que é a Petrobrás (...). Hoje o movimento reúne deputados e senadores de todos os partidos, que estão deixando claro que essa política é absolutamente inaceitável”, disse. 
André não poupou críticas às políticas desenvolvidas pelos governos Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB).
“Quando a gente pensou que nada podia ser pior, veio o vice-presidente escolhido por ela (Dilma) duas vezes, Michel Temer. E deu nessa bagaceira que está dando ai, porque além da falta de credibilidade, ainda é um governo que não tem nenhuma sensibilidade social”.
Esperanças - O deputado alertou que este ano, os brasileiros terão a chance de promover mudanças efetivas no país.
“Estamos no fim de um governo, um governo que não tem credibilidade e que não governa (...). A gente tem a chance esse ano, de independentemente do partido, de ter juízo e escolher melhor o presidente da República, de renovar as nossas esperanças”, afirmou.

Emancipações - Ao comentar a luta para a aprovação do PLP 137/2015, que estabelece novos critérios para a emancipação e fusão de municípios no país, o deputado defendeu:
“Essa lei que chega agora, estabelece critérios muito mais rigorosos, ela disciplina de forma muito melhor e ela prevê, inclusive, a incorporação, a fusão de municípios. Eu acho que o Congresso tem que responder a sociedade”.
Da redação PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.