16 de mar de 2018

MPPE entra com ações para investigar contratação irregular de construtora por R$ 1,17 milhão em Caruaru


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) entrou com duas ações civis públicas por ato de improbidade administrativa por uma suposta prática de nepotismo na Prefeitura de Caruaru, no Agreste. De acordo com o MPPE, o órgão recebeu denúncia de contratação irregular de veículos, tratores e mão de obra, através de uma empresa que agia em benefício de particulares.

Por telefone, a Secretaria Executiva de Imprensa de Caruaru informou "que a prefeitura não foi notificada para se manifestar sobre os citados processos judiciais. Somente após a notificação é que irá se manifestar sobre o assunto".

Em uma ação, o prejuízo estimado aos cofres públicos foi de R$ 1,17 milhão, pela contratação de uma construtora. Na outra, o prejuízo estimado foi de R$ 712.071,36. O inquérito foi instaurado por ação do promotor de Justiça Marcus Alexandre Tieppo.

A gestão municipal teria realizado contratos de locação de 14 veículos tipo pipa e caçamba. "Segundo denúncia, os preços seriam muito altos e visavam atender familiares do marido da prefeita, entre demais irregularidades que acabam se tornando objeto de procedimento investigatório distinto", destacou o MPPE.

"Dentre outras irregularidades, o Ministério do Trabalho apurou que a empresa contratada pela Prefeitura sequer possuía funcionário nem tampouco veículo no momento da assinatura do contrato para prestar os serviços. O município pagou pelos serviços irregulares e que não foram efetivamente prestados", conforme informou o Minisério Público.

Da redação PE mais 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.