16 de mar de 2018

Conselho Tutelar de Taquaritinga do Norte reivindica aproximação de órgãos municipais



Na última quinta-feira (15) membros do Conselho Tutelar de Taquaritinga do Norte participaram de uma reunião proposta por representantes de órgãos municipais, onde foram abordados temas que possibilitem uma maior aproximação e integração. A reunião aconteceu na sede da Secretaria de Ação Social e contou com a presença da secretária de Ação Social, Cínthia Delise e do presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), José Janaílson (Dal).

Reafirmando o compromisso de ambos os órgãos, estando cada vez mais juntos afim de um entrosamento perfeito, os conselheiros solicitaram uma maior aproximação por parte do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) junto ao Conselho Tutelar, com o objetivo de melhorar a assistência no município.
"Entre outras coisas, vamos juntos buscar a criação de políticas públicas voltadas para os jovens, incluindo a realização de cursos profissionalizantes, tendo em vista a carência de ações nesse sentido e a necessidade dessas políticas em nosso município", explica o conselheiro Ykaro Andrade.
Após dialogar, os órgãos vão buscar a reativação do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, afim de buscar recursos e ampliar as políticas públicas ofertadas pelo município.
"O intuito desta reunião foi aproximar ainda mais, o Conselho Tutelar com esses órgãos, apresentamos pontos que são de extrema importância, e nos colocamos à disposição para que juntos possamos buscar oportunidades afim de beneficiar as famílias e consequentemente nossas crianças e adolescentes. Mostramos que nosso número de atendimento está cada vez maior e pedimos apoio para mostrar a importância do Conselho Tutelar junto à população", completa Ykaro.
Na reunião foram apresentadas a viabilidade, além de soluções e alternativas para que os órgãos municipais ofertem cursos profisionalizantes aos jovens da 'Dália da Serra'. Também foram tratados assuntos referentes ao Plano Municipal de Atendimento à Medida Socioeducativa, que se refere a adolescentes infratores.

A secretária de Ação Social e o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente se comprometeram a atender as solicitações e lutar para a viabilização das sugestões apresentadas, entre elas a reativação do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente.

Da redação | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.