11 de set de 2017

Joselito Pedro comemora acordo celebrado entre Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe e Sindicato dos Professores

Joselito Pedro, secretário de Educação de Santa Cruz do Capibaribe | Foto: Divulgação
O secretário de Educação de Santa Cruz do Capibaribe, Joselito Pedro, participou do programa ‘A Hora do Povo’ da rádio Comunidade, no último sábado (09), e comemorou o acordo fechado entre a Prefeitura de Santa Cruz e Sindicato dos Professores, onde ficou acertado que a administração municipal repassará a quantia de R$ 3 milhões com relação a reposição das perdas salariais referentes aos anos 2001 a 2006.
“Estou muito feliz, com o gesto do prefeito Edson Vieira, que disponibilizou esses 3 milhões de reais que serão investidos diretamente com os nossos professores. Em momento algum nós não nos colocamos a disposição para dialogar sobre essa questão com a categoria, em nenhum momento Edson Vieira afirmou que não iria repassar algum valor para os professores”, disse o secretário de Educação.
Mais adiante Joselito evidenciou o gesto do prefeito Edson Vieira em propor o repasse a categoria. 
“O prefeito teve o gesto de dizer ‘vou separar 3 milhões de reais dessa quantia para serem investidos diretamente no professor’, que naquela época (entre 2001 e 2006) foram tão perseguidos, maltratados e tratados de forma desumana. Ficamos 5 anos lutando, levando porta na cara, vistos como inimigos e sendo retirados de repartições públicas pela polícia e resposta era sempre a mesma: 0 de reajuste”. 
 “Hoje a realidade é outra. Vivemos em tempo de diálogo aberto, jogo franco e isso faz bem a todos. O prefeito está de parabéns, os professores estão de parabéns e o sindicato está de parabéns, pois ele tem sua lura reconhecida através da professara Luciene”, finalizou o secretário.
De acordo com o prefeito Edson Vieira o ponto fundamental foi a abertura de diálogo com os professores, bem como a valorização dos profissionais que tiveram seus salários congelados na gestão do ex-prefeito José Augusto Maia (2001 até 2006).

Da redação | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.