28 de ago de 2017

Governador anuncia que Petrolina será primeira cidade 100% saneada em Pernambuco


O governador Paulo Câmara deu mais um passo importante na área de Recursos Hídricos em Pernambuco que dialoga com o meio ambiente e com a qualidade de vida da população. No último sábado (26), o chefe do Executivo estadual assinou ordem de serviço para ampliar e melhorar o Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de três bairros do município de Petrolina, no Sertão do São Francisco: Vale do Grande Rio, Pedro Raimundo e Jardim Amazonas.

As obras, que beneficiarão 12 mil habitantes, têm um custo estimado de R$ 1,2 milhão e prazo para execução de 180 dias após a emissão da ordem de início dos serviços.
“Buscamos tirar do papel obras que são importantes para a população e, hoje, demos ordem de serviço para que mais três bairros tenham um sistema de esgotamento sanitário. Petrolina, com certeza, será o primeiro município de Pernambuco a ter um saneamento chegando em todas as casas de todas as áreas do município. Quero fazer de Petrolina o exemplo para todas as outras cidades para conseguir, no futuro, ter saneamento chegando a todos os municípios pernambucanos”, afirmou o governador Paulo Câmara.
O presidente da Companhia Pernambucana de Abastecimento (Compesa), Roberto Tavares, detalhou que, além de os três bairros passarem a contar com SES, todo o esgoto será levado para uma estação de tratamento.
“Estamos com um conjunto de investimentos para fazer com que Petrolina tenha, no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a maior cobertura de esgotamento sanitário e de abastecimento de água. Queremos tratar Petrolina como ela merece, com a melhoria dos serviços constantes”, destacou Tavares, complementando que as obras serão iniciadas já na próxima semana.
A obra consiste na substituição de 3.430 metros de emissário de esgotos responsável pelo recebimento dos dejetos coletados nos bairros em que serão realizadas as obras. A execução dos serviços tem o intuito de reduzir a quantidade de extravasamentos do sistema hoje em operação.

Da redação | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.