4 de ago de 2017

Barragem Tabocas vai reforçar abastecimento em Belo Jardim


A recuperação de mais um manancial da região Agreste vai permitir a melhoria do fornecimento de água para a população de Belo Jardim. O governador Paulo Câmara recebeu ontem (2) a informação do presidente da Compesa, Roberto Tavares, de que a Barragem de Tabocas-Piaça, localizada no município, conseguiu acumular 1,2 milhão de metros cúbicos de água, sua capacidade máxima, e está vertendo.

A Compesa vai utilizar esse manancial para contribuir com o abastecimento da cidade, e está finalizando uma adutora, com seis quilômetros de extensão, que transportará a água de Tabocas-Piaça até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Belo Jardim. 

Hoje, a Barragem de Tabocas-Piaça atende somente o distrito de Serras dos Ventos, localizado em Belo Jardim. Essa medida permitirá reavaliar o calendário vigente na cidade, que voltou a ser abastecida pela rede de distribuição no dia 20 de junho deste ano, depois de passar o período de mais de um ano em colapso. Belo Jardim está sendo atendida exclusivamente pela Barragem de Bitury, que atingiu 26% da sua capacidade total (17 milhões de metros cúbicos). 

“Todo o esforço do nosso Governo é de buscar, ao máximo, restabelecer o abastecimento d’água na sua rotina. Para isso, estamos fazendo um grande investimento em barragens e adutoras”, afirmou Paulo Câmara.

A Compesa está investindo R$ 1,5 milhão na obra, que ainda vai implantar uma estação de bombeamento e um stand pipe – uma espécie de reservatório elevado que possibilita transportar a água por gravidade. A previsão é concluir toda obra até o final deste mês. 

“Vamos conseguir fazer um incremento no abastecimento de Belo Jardim de 40 litros de água, por segundo. Esse reforço vai possibilitar que a gente faça um estudo para diminuir o rodízio na cidade, que hoje é de três dias com água por mês”, informou o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Gilvandro Barbosa, acrescentando que o uso da água de Tabocas-Piaca permitirá poupar um pouco a Barragem do Bitury, que ainda está com nível baixo – e fornece hoje uma vazão de 100 l/s para Belo Jardim. A Barragem Pedro Moura Júnior, outra fonte de abastecimento da cidade, com capacidade de armazenar 35 milhões de metros cúbicos, não acumulou água e permanece seca.

Belo Jardim é uma das cidades que serão beneficiadas com duas obras hídricas estruturadoras para a região Agreste, a Adutora de Serro Azul – que será iniciada neste ano – e o Sistema Adutor do Moxotó. Esta última obra tem previsão de ser finalizada no final de 2017, e vai levar água do canal do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco para o Agreste.

Da redação do Blog PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.