.

.

8 de jun de 2017

Ex-prefeito Evilásio terá contas de 2012 apreciadas pela câmara de Taquaritinga do Norte nesta sexta-feira (9)

Ex-prefeito de Taquaritinga do Norte, Evilásio Araújo (PSB) | Foto: Divulgação
Nesta sexta-feira (9), a câmara de vereadores de Taquaritinga do Norte apreciará as contas relativas ao exercício de 2012 da gestão do ex-prefeito Evilásio Araújo. A expectativa maior é com relação ao resultado da votação que será realizada no plenário da casa Miguel Lucas de Araújo, que pode acalorar o cenário político da "Dália da Serra". O posicionamento dos vereadores pode determinar quem permanece aliado ao ex-prefeito e quem deixa de ser, pois pela postura adotada por Evilásio em recentes pronunciamentos durante entrevistas em emissoras de rádio locais, ele não verá mais como aliado aqueles que votarem favoráveis ao parecer do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, que recomenda a rejeição de suas contas.

O parecer do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco que pede a rejeição das mesmas, por diversos motivos, entre eles, gastos com pessoal acima do permitido, contrariando a Lei de Responsabilidade Fiscal, e não recolhimento do INSS descontado em folha dos funcionários, conforme consta nos autos (reiterada ausência de recolhimento de parte das contribuições previdenciárias devidas ao Regime Geral de Previdência Social – RGPS, totalizando o montante de R$ 1.532.244,91, no exercício de 2012, afrontando-se a Constituição da República (artigos 37, 40, 195 e 201) e a Lei Federal nº 8.212/91, em seus artigos 12, 20, 22 e 30).

Analisando pelo lado político, a votação na câmara pode reabrir feridas ainda não cicatrizadas existentes no grupo Calabar, que viveu momentos conturbados na pré-campanha de 2016, devido ao distanciamento político que existia entre Evilásio e o atual prefeito, Lero Ivanildo. Evilásio diz sofrer 'fogo amigo' e não entende a postura de alguns vereadores que mantém um afastamento político, como é o caso do presidente da câmara, Eraldo da Pedra Preta e seu vice, Jurandi Ferreira. Se não houver surpresas, Eraldo e Jurandi devem votar favoráveis a recomendação do TCE, ou seja, nesse caso, contra Evilásio. Esses mesmos vereadores tiveram de aceitar, basicamente contra sua vontade, a aliança feita por Lero ainda na campanha de 2016 com Evilásio e um grupo de secretários que não queriam o atual prefeito como candidato do grupo naquele momento.

Para que reverta o que pede o TCE, o ex-prefeito precisa de oito votos dos onze possíveis na Casa de Miguel Lucas de Araújo. Não dá para ter 100% de certeza de como irão votar os vereadores Demir Martins, Oscar Miguel, Geovane César, Rogéria Coelho e João Eugênio, tidos até então como aliados de Lero e consequentemente de Evilásio, pois em jogo também estará o compromisso dos vereadores com seus eleitores e a população que julgará, a partir de então, o posicionamento de cada parlamentar. Se decidirem defender Evilásio eles terão que encontrar argumentos que desqualifiquem a recomendação dos desembargadores do Tribunal de Contas.

Os quatro vereadores oposicionistas provavelmente votarão contrários ao ex-gestor e seguirão o parecer do TCE, Eraldo e Jurandi também, totalizando assim a maioria na casa, o que já é suficiente para fazer com que Evilásio tenha suas contas reprovadas também na câmara de Taquaritinga, deixando-o em situação política bastante complicada, e podendo, inclusive, atingir politicamente o prefeito Lero, que ficará numa situação totalmente desconfortável, caso decida manter Evilásio no cargo de Secretário de Gestão Pública. 

A reunião que terá a votação das contas do ex-prefeito acontece nesta sexta-feira, a partir das 9h da manhã na câmara municipal de Taquaritinga do Norte

Por Paulo Pereira
Da redação | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário