.

.

28 de mai de 2017

Região da Mata Sul sofre com as fortes chuvas deste fim de semana

Muita gente está ilhada e sendo transferida para a casa de parentes ou para escolas cedidas

Foto: Divulgação | JC Online
As fortes chuvas que atingiram os municípios do interior de Pernambuco nas últimas horas têm causado muitos transtornos para a população. A Polícia Rodoviária Federal informou que houve queda de barreiras em três cidades na Mata Sul pernambucana, interditando a BR 104 em um ponto e a BR 101 em dois pontos.

Em Palmares, uma barreira caiu no km 180 da BR 101, sentido Recife. Em Quipapá, foram registrados o deslizamento de uma barreira e a queda de uma árvore, que provocou a interdição do km 136 da BR 104, sentido Alagoas.

Já em Ribeirão, também na Mata Sul, a situação é um pouco mais complicada. O rio transbordou e invadiu a pista do km 152 da BR 101, nos dois sentidos. Na BR 202, por enquanto, a PRF não teve registro de nenhuma interdição por conta das chuvas.


Muita água
Apenas no município de Ribeirão, nas últimas 24h foram registradas 278,41 mm, a maior entre os municípios da Mata Sul, e causou o transbordamento do rio. Vários bairros estão alagados e os moradores estão sendo realocados para uma escola no centro. Palmares teve uma precipitação de 155,60 mm. Em Barreiros, o rio Carimã subiu cerca de um metro. Em Catende choveu 193,02 mm.

Em Cortês, o bairro Arraial foi inundado, após o rio Sirinhaém transbordar. Até as 8h50, havia chovido nas últimas 24h na cidade 198,54 mm. Foram registrados mais de 10 deslizamentos de barreiras. A Prefeitura orientou que os moradores de áreas de risco sigam para casas de amigos e parentes. A Escola Municipal André de Aguiar foi disponibilizada como alojamento pela gestão.

Em Belém de Maria, a água invadiu o centro e toda a área baixa da cidade, chegando até a Igreja da Matriz, segundo relatos de moradores. A Defesa Civil trabalha na remoção das famílias que moram às margens do rio Panelas. Até as 3h deste domingo, a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) registrou que a cota de inundação do rio foi de 442,5. O alerta é de 300 e de inundação, 400. Às 15h desse sábado, último dado da Apac, foi contabilizado 9,85 mm de precipitação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário