.

.

27 de mai de 2017

Prefeito interino de Belo Jardim decreta situação de emergência

Gilvandro Estrela, prefeito interino de Belo Jardim
Foto: Divulgação
O prefeito interino de Belo Jardim, Gilvandro Estrela (PV), decretou nesta sexta-feira (27), Estado de Emergência. A ação de respaldo jurídico foi tomada em razão do caos administrativo deixado pela antiga gestão, cassada e condenada.
“A medida foi decidida após a prefeitura se deparar com graves irregularidades nos campos das finanças e demais áreas administrativas. Para se ter uma ideia, computadores foram formatados, senhas de acesso foram negadas entre outras ações, cujo único objetivo é prejudicar a população de Belo Jardim”, disse o prefeito interino.
O decreto visa garantir o funcionamento de serviços públicos básicos oferecidos por todas as secretárias, que se encontram paralisadas diante de tantos feitos ilegítimos.

Em nota, o ex-prefeito João Mendonça disse que prefeito interino fala “inverdades” sobre situação da prefeitura de Belo Jardim. Confira a nota enviada pela assessoria do ex-prefeito a imprensa:

João Mendonça, ex-prefeito afastado
Foto: Divulgação
NOTA DE ESCLARECIMENTO 
Vimos, por meio desta nota, informar as inverdades divulgadas pelo gestor provisório da cidade de Belo Jardim, em relação aos problemas citados no referido decreto de emergência. 
Vale salientar que, entregamos a prefeitura com todos os fornecedores em dia, inclusive, antecipamos metade do 13º salário, depositado nas contas dos servidores efetivos e contratados. Além de recursos em contas para investimentos. Lembrando que encontramos a Previdência Social com pouco mais de 3 milhões de reais em caixa, e entregamos com aproximadamente 25 milhões de reais em caixa. 
Só na saúde, deixamos oficialmente comunicado, mais de 4 milhões de reais nas diversas contas do Fundo Municipal de Saúde de Belo Jardim. Inclusive trabalhamos com o maior valor já investido de recursos próprios do município (passando da casa dos 20%), na área de saúde. 
Nunca se investiu tanto em saúde como na nossa gestão. Foram construídas 03 policlínicas, entregues 05 Unidades Básicas de Saúde (UBS), ampliamos 02 outras UBS’s, implantamos o CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) e o SAMU, construímos 03 Academias da Saúde, implantamos o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), o NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família), SAD (Serviço de Atendimento Domiciliar), adquirimos 05 novas ambulâncias, conseguimos a UPAE (Unidade Pernambucana de Atenção Especializada) e UPA 24h (Unidade de Pronto Atendimento), além da reforma do Hospital Júlio Alves de Lira, com o Bloco Cirúrgico em pleno funcionamento e aquisição de novos equipamentos, a exemplo do Raio-X que deverá ser implantado junto com a conclusão da segunda etapa do Hospital Júlio Alves de Lira, que deverá ser finalizado em um prazo de 30 dias. 
Vamos entrar junto ao Tribunal de Contas, solicitando o atesto das informações que aqui estamos divulgando, referentes a saldos e extratos bancários, obras em andamento, e do que citamos nessa referida nota.
Da Redação | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário