.

.

16 de mai de 2017

Hospital Mestre Vitalino passa a ofertar cirurgias cardiológicas e inaugura 10 leitos de UTI coronariana


O governador Paulo Câmara inaugurará, no próximo sábado (20), a nova UTI coronariana do Hospital Mestre Vitalino (HMV), unidade da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, administrada pela Organização Social em Saúde do Hospital do Tricentenário.

Trata-se de um serviço de alta complexidade, referência para a 4ª Região de Saúde, compreendendo 52 municípios do Agreste e uma complementação ao atendimento cardiológico já prestado na unidade. Com a abertura da UTI, será possível ofertar cirurgias cardiológicas, dentre as principais: revascularização miocárdica, cirurgia de troca e plástica de válvulas e cirurgias de aorta, como, por exemplo, aneurisma de aorta.

A equipe cirúrgica será composta por cinco cirurgiões cardiovasculares, seis médicos anestesistas, quatro perfusionistas e três instrumentadores cirúrgicos. Essa equipe irá se revezar para atender cerca de 25 cirurgias por mês, dependendo da demanda gerada pelo HMV.

Os pacientes já estão sendo agendados e a previsão é que no início de junho iniciem as cirurgias cardiológicas. As marcações, inicialmente, serão realizadas pela própria equipe de cardiologia do HMV e, posteriormente, reguladas pela Central de Regulação.

Para o cirurgião cardiovascular, Fernando Figueira, integrante da equipe médica, a UTI será chefiada por Carlos Duarte e atenderá todas os protocolos de assistência médica e de enfermagem, compartilhando com o que há de mais moderno, incluindo os modelos de assistência já utilizados pelo IMIP.

Ele também acrescentou que esse novo serviço irá dar maior comodidade aos pacientes do interior do Estado. “Vamos diminuir a necessidade dos pacientes da região Agreste virem para Recife. A nossa expectativa é que sejam feitas uma média de 20 a 25 cirurgias de coração por mês. Será montada uma estrutura de emergência de UTI cardiológica pós- operatório para que o paciente possa ter a segurança de que ao ser operado, ele vai receber a mesma qualidade na atenção cirúrgica e pós operatória se ele estivesse operado na capital. O benefício é múltiplo e poderá se recuperar mais próximo da sua família.”, complementou Duarte.

Da Redação | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário