15 de mai de 2017

Asilo é interditado no Recife por usar medicamentos e alimentos vencidos

Diversas irregularidades no tratamento de idosos foram detectadas pelo Procon-PE, em abrigo no Recife (Foto: Angélica Renepont/SEDH)

Um abrigo de idosos localizado no bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife, foi interditado após o Procon-PE constatar a utilização de medicamentos e alimentos vencidos. Segundo o órgão de defesa do consumidor, as irregularidades e os indícios de maus-tratos colocam em risco a integridade física e emocional dos moradores. A operação foi realizada na quinta-feira (11) pelo Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI), da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH).

Também participaram da fiscalização a Vigilância Sanitária do Recife e Ministério Público de Pernambuco. A instituição tem o prazo de 30 dias para interromper as atividades e comunicar os familiares para realizar a transferência dos moradores para outra Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI). Dezessete pessoas viviam no local. Outra irregularidade era a prestação de contratos de serviço em desconformidade com o contratado.

Segundo o Procon-PE, algumas pessoas pagavam R$ 2.500 e recebiam a mesma acomodação de quem pagava R$ 1.000. De acordo com a SEDH, também foram detectadas deficiências no acompanhamento médico e nutricional. Alguns idosos apresentavam indícios de maus-tratos, situação que vai ser apurada pela Delegacia do Idoso.

Durante o prazo para cumprimento da determinação, haverá o monitoramento e acompanhamento dos familiares dos idosos sobre o processo de transferência para outras instituições de longa permanência, para que a transição seja feita sem comprometer a integridade física e emocional dessas pessoas.

Da redação do Blog PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.