25 de abr de 2017

Colapso da Barragem de Pedra Fina deixa quatro cidades sem água nas torneiras

Municípios de Bom Jardim, Surubim, Orobó e João Alfredo ficam provisoriamente sem abastecimento regular. A cidade de Limoeiro passa a ter racionamento ampliado.

Barragem de Pedra Fina tem capacidade para armazenar 6,2 milhões de metros cúbicos de água, mas tem, em abril, 2% desse total (Foto: Compesa/Divulgação)
Devido ao estado de volume morto da Barragem de Pedra Fina, as cidades de Bom Jardim, João Alfredo, Orobó e Surubim, no Agreste de Pernambuco, passam a ficar provisoriamente sem água nas torneiras. Também localizado no Agreste, o município de Limoeiro é parcialmente atingido pela baixa no reservatório. Ao todo, 140 mil pessoas são prejudicadas pelo ocorrido. A informação foi divulgada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) na noite desta terça (25).

Com capacidade para armazenar 6,2 milhões de metros cúbicos de água, o reservatório armazena, em abril deste ano, 2% desse total. Com o colapso, as quatro cidades passam a ser atendidas de maneira temporária por caixas d’água tipo chafarizes, distribuídas pelos municípios através de caminhões-pipa. Para Limoeiro, que é abastecido também pela Barragem de Carpina, será necessário ampliar o abastecimento de água.

Em Limoeiro, 30% da cidade recebe água durante 24 horas por dia. Os outros 70% são abastecidos no regime de três dias com água e seis dias sem. A partir do mês de maio, a mudança provocada pelo colapso irá modificar o regime para três dias com água e outros nove sem. A medida é válida para todo o município.
Informações do G1/PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.