12 de jan de 2017

Geovane concede entrevista e detona: “Jurandir é o verdadeiro Judas. Alberes Xavier é o maior oportunista que conheci em minha vida”

Foto: Paulo Otávio (Paulinho).
O vereador norte-taquaritinguense Geovane César esteve na Rádio Comunidade FM na manhã desta quarta-feira. Ele participou do programa ‘Espaço Aberto’, onde falou sobre o quadro da política da Dália da Serra, pós eleição de Eraldo da Pedra Preta para a presidência da Câmara daquele município. Geovane também disputou a presidência e foi derrotado por Eraldo.

A candidatura de Geovane a presidência da Câmara – “Não era uma candidatura só minha, não era um projeto individual, era uma candidatura que representava o grupo. A minha candidatura teve o apoio de ex-prefeitos, do prefeito atual, do nosso deputado e dos demais vereadores. Daí você vê dois companheiros, que estavam conosco irem de encontro a tudo isso, é obvio que deixa mágoas sim”.

O apelo final – “Faltando poucos minutos para a eleição tivemos uma conversa com ele (Eraldo). Pedimos a ele e a Jurandir, mas infelizmente eles não pensaram no grupo, pensaram apenas neles mesmos, deixando pra trás o projeto do grupo Calabar, que tinha sim um candidato de consenso, que não foi aceito por eles”.

O inimaginável – “Até agora não compreendo como o nosso grupo perdeu essa eleição, como o prefeito Lero perdeu essa eleição. Você ter sete vereadores e perder uma eleição para quatro, é inimaginável”.

A falha de Lero – “Lero falhou sim. Ele deveria ter conduzido o processo de forma diferente. Não digo que ele não pediu para que eles votassem em mim, pediu sim, mas faltou que ele exigisse compromisso deles com o grupo. Chega um momento em que o líder tem que exigir certas posições e isso Lero não fez”.

A volta do banido – “Jurandir passou 10 anos banido da política e agora quando retorna é desse jeito, criando dificuldades e armando contra o próprio grupo. Ele foi o mentor desse projeto e acabou usando Eraldo para alcançar seus objetivos”.

Jurandir presidente da Câmara? – “Não, de jeito nenhum, pois a oposição não confia em Jurandir, por isso ele não será presidente da Câmara. Ora, ele já traiu o grupo Calabar, já traiu o Gravatinha e você sabe né, quem trai uma vez, trai sempre”.

A mágoa com Alberes Xavier – “Não tem como eu não ter me chateado, não há como eu não está magoado com ele. Sempre o admirei, sempre o tratei com carinho e ele agora me jogou contra o povo, disse que eu era o novo Guilherme Uchoa... Eu me credenciei pra tentar a reeleição, meu trabalho foi referendado por todos e não havia motivo para isso, mas ele preferiu me perseguir, me magoar, em defesa do nome de Eraldo”.

Barrado na radio – “Foi impedido de ir a rádio dele (Alberes), que é comunitária e deveria se manter imparcial, coisa que não fez. Ele foi parcial e quando eu o procurei e ele me disse apenas que eu procurasse a justiça”.

O recado – “Eu soube que ele continua falando de mim. O que eu tenho a dizer é que ele meça as palavras, pois tudo tem limite e vai chegar a hora em que eu terei que falar a todos quem é quem, quem são, na verdade, aqueles que pregam a moralidade e posam de bons moços”.

Quem é quem na política de Taquaritinga do Norte, por Geovane: 

  • Fábio de Jairo – Uma pessoa querida, um amigo. Uma referência que tenho.
  • Diogo Moraes – Um grande político, um grande amigo.
  • Lero – Vamos aguardar, mas ele é uma referência do nosso grupo.
  • Evilásio Araújo – Deixou sua marca.
  • Jânio Arruda – Um político profissional.
  • Eraldo da Pedra Preta – Um sonhador.
  • Professor Jurandir – O verdadeiro Judas.
  • Alberes Xavier – O maior oportunista que conheci em minha vida.

Da redação do Blog PE mais
Com informações de Cesar Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário