31 de out de 2016

"Não tem como se fazer mas nada, a lei já foi votada por essa casa", diz vereador Geovane sobre reajuste salarial dos vereadores

Na última reunião da câmara de vereadores de Taquaritinga do Norte, que aconteceu na terça-feira (25), o presidente da casa, vereador Geovane César (PR), falou sobre o reajuste nos salários dos vereadores no município, tema que provocou insatisfação na 'Dália da Serra' e tem sido alvo de muita discussão entre a população. O vereador foi taxativo quando se pronunciou sobre o assunto.
"Quero falar desse assunto, sem objetivo de fato,  por que já foi discutido a semana passada e hoje foi esclarecido pelos colegas vereadores e a vereadora Cínthia. Não tem como se fazer mas nada a palavra correta é essa, já foi promulgada, a lei já foi votada por essa casa", afirmou o parlamentar que foi reeleito nas eleições desse ano, ainda prosseguiu; "revogar uma lei que só vai vigorar em 2017, eu acho que é uma forma inconstitucional, qual o advogado que vai me provar o contrário? Como vai revogar uma lei que a mesa diretora aprovou para a legislatura de 2017? Ela só vai vigorar em 2017, se fosse de 2016, a mesa diretora ia rever juntamente com os universitários e com a sociedade o que poderia ser feito. Infelizmente, no momento não podemos fazer nada porque já foi promulgada a lei", explicou na tribuna.
O projeto de lei 006/2016 que prevê reajuste salarial dos vereadores foi votado antes do período eleitoral, acusado de ter realizado a votação 'às escondidas', o presidente Geovane justificou.
"Em momento algum essa casa quando votou a lei foi nas escondidas, foi colocado no mural e foi postado de imediato no portal da transparência. Não teve votação escondida aqui, para vir alguém taxar que o presidente da casa fugiu das suas responsabilidades", disse.
Por Paulo Pereira
Da redação | PEmais


Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.