22 de out de 2016

Em Catende, prefeito preso por suspeita de fraude renuncia ao cargo

O prefeito afastado de Catende, Otacílio Alves Cordeiro (PSB), renunciou ao cargo. A informação foi divulgada pela Câmara de Vereadores do município da Mata Sul de Pernambuco nesta sexta-feira (21). Ele foi preso durante a “Operação Tsunami” – deflagrada em 2 de junho deste ano – e levado ao Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Por telefone, o G1 entrou em contato com Bartolomeu Mendonça – um dos advogados de Otacílio. Ele informou que atualmente o prefeito afastado está em prisão domiciliar. “Com a renúncia, ele perde o foro privilegiado porque deixa de ser prefeito e passa a ser cidadão comum. Agora o processo sai do Tribunal de Justiça de Pernambuco e vai para o Fórum de Catende. O inquérito já foi concluído e o próximo passo será pedir a revogação da prisão domiciliar”, disse.

De acordo com a assessoria da Câmara, o pedido de renúncia foi entregue na quinta (20) e deve ser validado na segunda-feira (24), quando o Professor Josibias Cavalcanti (PSD) tomará posse. Ele era o vice de Otacílio e assumiu a gestão municipal quando o prefeito foi preso. Josibias também foi eleito prefeito de Catende no dia 2 de outubro – primeiro turno das Eleições 2016.
‘Operação Tsunami’
Uma operação da Polícia Civil – denominada “Tsunami” – cumpriu 11 mandados de prisão preventiva, 21 de busca domiciliar e oito de condução coercitiva contra integrantes de uma associação criminosa em Catende, na Mata Sul de Pernambuco. Segundo a polícia, o grupo praticava emprego irregular de verbas públicas, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro na Prefeitura de Catende.

Prefeito mandou atrapalhar investigações
A operação “Longa Manus” cumpriu três mandados de prisão preventiva, seis de busca e apreensão domiciliar e quatro de condução coercitiva em Catende, Recife e Itamarcá. Segundo a polícia, os mandados são contra suspeitos de atrapalhar as investigações da “Operação Tsunami” – que deteve suspeitos de lavagem de dinheiro, desvio de veba e falsificação de documentos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, foram detidos o filho e o sobrinho do prefeito de Catende, e um policial militar. Quando o grupo foi preso, o advogado Bartolomeu Mendonça informou à TV Globo que estava analisando as denúncias para definir a linha de defesa de cada um dos suspeitos

Prefeito eleito
O Professor Josibias Cavalcanti, do PSD, foi o prefeito mais velho eleito no Brasil no dia 2 de outubro. Nascido no dia 9 de agosto de 1928, ele tem 88 anos e irá assumir a prefeitura de Catende, na Mata Sul de Pernambuco, pela terceira vez por meio de eleições diretas. Atualmente, Josibias está à frente da cidade por causa de uma decisão judicial, já que Otacílio Cordeiro – reeleito em 2012 – foi afastado do cargo e está preso por supeita de lavagem de dinheiro, desvio de verba e falsificação de documentos.

Com informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.