9 de mar de 2016

Taquaritinga do Norte parou para protestar por segurança após sepultamento de mototaxista

Na última terça-feira (08), a cidade de Taquaritinga do Norte foi palco de mais um protesto onde moradores clamaram por paz e por mais ações da classe política no enfrentamento a criminalidade.


O protesto foi motivado pelos constantes assaltos vivenciados no município e também pelo assassinato do mototaxista Magno Moura, que foi atingido por vários disparos de arma de fogo no último domingo (07).

Mais de duas mil pessoas estiveram presentes no protesto, que começou com o cortejo do sepultamento do mototaxista, que foi carregado de muita emoção, em especial por parte dos familiares e amigos.


Classe política foi vaiada por não falar com manifestantes
Um fato que chamou a atenção foi o momento em que o radialista Carlos Gouveia (orador durante o protesto) convocou para que a classe política local usasse do microfone para falar com a população, nenhum vereador compareceu, assim como representantes da prefeitura local.

Ainda de acordo com funcionários da prefeitura, o prefeito Evilásio Araújo (PSB) não se encontrava no município, pois estaria em viagem a Brasília.

Diante das ausências, tanto do prefeito, representantes do Poder Municipal e os vereadores de Oposição e Situação foram vaiados em diversas ocasiões.

Associação Comercial propõe “vaquinha” ou bingo para restaurar viatura policial

Uma pauta de reivindicações chegou a ser discutida no protesto e entre elas estavam o aumento no número de policiais nas ruas e também de melhor estrutura de trabalho para o efetivo.

Outro fato que chamou a atenção eram dois projetos que partiam da iniciativa popular, mais precisamente da Associação Comercial local.

Um deles estava na proibição do uso do capacete fechado na cidade (sob a alegação da pouca chance de identificação por parte dos bandidos, que usam motos na prática de crimes) e também uma “vaquinha” entre empresários e a população ou a realização de um bingo para arrecadação de fundos para a reforma de uma viatura da polícia militar.

Após esse momento, a manifestação seguiu pacífica, em direção a Prefeitura.


Com a chegada do protesto a sede da prefeitura municipal, os manifestantes foram recebidos pelo Secretário de Articulação Política, Jurandir Coêlho .

Em meio a vaias e protestos, o secretário enfatizou que a prefeitura local está tomando suas providências, em especial reivindicando ações junto ao Governo do Estado.

Ao perguntar quem estaria organizando a manifestação, secretário foi vaiado. “Aqui quem está organizando é o povo” – diziam manifestantes.

Era nítida a insatisfação dos secretários com o protesto na prefeitura municipal.

Da redação do Blog PE mais 
Com informações do blog de Ney Lima  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.