11 de jan de 2016

Advogado diz que Pedro Corrêa deve contar histórias terríveis de Lula

Foto: Reprodução/Internet
O advogado Clóvis Corrêa disse, durante entrevista à Rádio Jornal, que seu primo, o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE), condenado nos escândalos do ‘mensalão’ e também no chamado ‘petrolão’, deve contar histórias terríveis sobre o ex-presidente Lula.

Clóvis esteve com Pedro Corrêa no último dia 29, na carceragem da Polícia Federal em Curitiba e disse que o ex-deputado está arrependido de ainda não ter feito o acordo de delação premiada.
“Pedro vai fazer um levantamento geral de tudo que se passa para oferecer uma contribuição de passar a República a limpo. Não vai só contar as histórias sobre Lula, que são terríveis, mas contar sobre todos os governos desde o de Sarney”, disse o advogado na manhã desta segunda-feira (11).
Pedro Corrêa, que já foi presidente nacional do Partido Progressista (PP), negocia com o Ministério Público uma delação premiada que, se comprovada, pode vir a ser explosiva.

Preso preventivamente desde abril de 2015 na Operação Lava-Jato, Corrêa afirmou ter informações capazes de comprometer aproximadamente 100 políticos, entre eles dois ministros do atual governo: Jaques Wagner, da Casa Civil, e Aldo Rebelo, da Defesa.

Bumlai

Durante a visita ao primo, Clóvis Corrêa também conversou com o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula preso na Operação Lava Jato, deflagrada no dia 24 de novembro de 2015.

Para a PF, há indícios de que Bumlai tenha cometido os crimes de corrupção passiva e gestão fraudulenta. Ele é suspeito de ajudar o Grupo Schain, para fechar um contrato sem licitação com a Petrobras, no valor de R$ 1,3 bilhão, para a operação de um navio-sonda operado pela Schain Engenharia.

De acordo com Clóvis, o pecuarista não deve falar nada sobre Lula. “Estive com Bumlai e com Yousseff que estavam na mesma cela que Pedro e Bumlai me disse que não vai fazer delação sobre Lula, mas quem vai destruir Lula é o filho dele”, disse o advogado.

Em outubro passado, a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão na empresa LFT Marketing Esportivo, em São Paulo, que pertence a Luis Claudio Lula da Silva, um dos filhos do ex-presidente Lula. A medida faz parte da Operação Zelotes, que investiga fraudes e tráfico de influência no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

Publicado por Paulo Pereira | PE mais
Com informações do blog do Jamildo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.