28 de nov de 2015

Zika Vírus também pode ser transmitido por relação sexual e transfusão de sangue

O Zika Vírus que pode estar infectando várias pessoas nas cidades do Agreste de Pernambuco também pode ser transmitido a partir de transfusões de sangue, relações sexuais ou perinatal (de mãe para filho).

O alerta inicial foi feito em julho deste ano pelo médico infectologista Kleber Luz, professor de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
“Esses vírus acabam tendo essas possibilidades de transmissão, além, é claro, pelo mosquito do gênero Aedes”, explicou o profissional.
Kleber Luz, lembra que, no caso do Zika Vírus, a transmissão não acontece somente através da picada do mosquito Aedes aegypti — ou Aedes albopictus, mais específico para a Zika e que já está no Brasil e em Salvador.

O mosquito albopictus já existe em Salvador — foi identificado por pesquisadores no Vale do Canela. O inseto veio exportado para o Brasil em contêineres de navios, segundo o subsecretário da Saúde, Roberto Badaró. Segundo Luz, outro aspecto importante são as possibilidades de transmissão: perinatal (de mãe para filho), transfusão de sangue e via sexual.



Outro aspecto observado sobre o Zika Vírus é o grau de eficiência.

Esta semana, o Jornal da Record exibiu uma reportagem ondem estudiosos confirmaram que há chances do vírus ser transmitido também por transfusão de sangue e relações sexuais. Na reportagem a virologista Nancy Dellei recomenda abstinência sexual para pessoas que tenham suspeitas de terem contraído o vírus.

Publicado por Paulo Pereira | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.