4 de out de 2015

"Com três meses de salários atrasados ninguém tem mais condições de sobreviver!" Diz servidor da Saúde na Câmara de Taquaritinga

Indignados com o atraso nos salários, os servidores da FUNDATA (Fundação Municipal de Saúde de Taquaritinga do Norte) solicitaram o uso da tribuna da Câmara de Vereadores na sessão da última quinta-feira (01), para reclamar, cobrar providências e apoio do Poder Legislativo.
Flodoaldo Prates, funcionário da FUNDATA na tribuna da Câmara de Vereadores de Taquaritinga do Norte
(Fotos: André Barbosa)
O Técnico em Enfermagem Flodoaldo Prates, representou os demais funcionários na tribuna. Iniciando sua fala, ele justificou a não presença dos contratados na ocasião, o que segundo ele, se deu em decorrência do ‘medo’ de sofrerem perseguições.
“Infelizmente nossa vinda aqui é para trazer de fato o que está acontecendo naquela casa. Ironicamente, além da falta de tudo naquela casa, da falta de médico, de medicamentos, de tratamentos de primeira necessidade, o que mais atinge a nós é a falta de salários." Iniciou.
Confira abaixo os principais trechos da fala de Flodoaldo Prates na Câmara de Vereadores.


Salários Atrasados

“O prefeito ironicamente, depois que soube desse movimento, nos pagou um mês. Mas não matou a necessidade dos outros meses que a gente tem retido junto a Secretaria de Saúde, junto a Prefeitura Municipal de Taquaritinga do Norte. Porque com três meses de salários atrasados companheiros, ninguém tem mais condições de sobreviver. Não é com um mês que ele pagou ironicamente, que ele vai suprir as nossas necessidades.” 
“Nós estamos vindo aqui, eu e meus colegas, fazer um apelo a esta casa para reivindicar junto a Prefeitura, reivindicar junto ao Ministério Público um horizonte para nossa situação, não só a nossa situação financeira, mas a situação do Hospital Severino Pereira, que é uma casa de todos, é a casa do povo que votaram em vocês, que os elegeram como representantes do povo, e é esse povo que está sofrendo quando vão com doenças para Santa Cruz do Capibaribe, Vertentes e Toritama.”
A situação do hospital atualmente
“Para vocês terem uma ideia do que está acontecendo em Taquaritinga do Norte, faz mais de dois meses que não nasce um filho de Taquaritinga do Norte aqui no hospital. Porque o hospital Geral Severino Pereira não faz mais partos.”
“Hoje temos um quadro de emergência lá, faltando medicamentos, faltando material, faltando suporte para uma emergência. E o povo vai ficar como nessa história? 
"E nós profissionais, eu que tenho mais de 30 anos de profissão, mais de 17 anos no hospital, como vai ficar minha situação para atender um filho de vocês, uma família de vocês sem ter o suporte adequado? Vamos esperar que morra numa maca?" 
"Esperar que seja abandonado pelo descaso que está acontecendo com o Hospital Geral Severino Pereira?” 
“Eu não tenho nada contra o excelentíssimo prefeito... Que ele seja honesto, que ele seja digno. Que o representante dele aqui na Câmara, o vereador Gilson, que leve esse lamento da gente aqui, esse lamento não um lamento político não Senhor Gilson, é um lamento de necessidade para nós que estamos trabalhando e não temos o nosso dinheiro.”
Ambulâncias quebradas
“O descaso é de tamanho absurdo, que a ambulância do hospital deixou de funcionar porque estava quebrada, as duas que nós tínhamos lá estão quebradas, uma outra que era do SAMU está sucateada, são três ambulâncias. Duas estavam funcionando, quebrou-se uma ninguém deu assistência, quebrou-se a outra e o hospital ficou sem ambulância..." 
"Porque agora não é um hospital mais, como eu já disse anteriormente, é uma rodoviária." 
"Colocando pacientes no carro e levando para outros municípios. Nem isso, o povo de Taquaritinga tem mais direito, ter um carro lá esperando para ser conduzido para outro hospital.”
Saúde desrespeitada
“Meus amigos, a gente tem que começar a respeitar a Saúde, porque sem Saúde a gente não tem Educação, sem Saúde a gente não tem Turismo, sem Saúde a gente não tem desenvolvimento em nosso município. E o que é menos é respeitado nesse município é a Saúde!”
Sugestão de formação de uma comissão suprapartidária
“Estamos dispostos a sentar com vocês vereadores, com a promotoria pública, com o prefeito e a gente ter uma iniciativa para o hospital, a gente não deixar realmente aquelas portas fecharem porque quem vai sofrer é o povo de Taquaritinga do Norte, e eu tenho certeza que nenhum aqui quer que isso aconteça.” 
“Sendo dessa forma, Eu queria que vocês que visitaram o hospital Severino Pereira, formassem uma comissão suprapartidária com os funcionários, com a sociedade organizada e que a gente começasse a trilhar um caminho para melhorar a qualidade daquele hospital, para que a gente tenha um respaldo na sociedade de Taquaritinga, a nível de Saúde.”
Flodoaldo encerrou cobrando engajamento dos vereadores na luta para buscar soluções tanto para o problema deles quanto do Hospital Geral Severino Pereira da Silva.
“Vamos esperar que vocês tomem uma iniciativa e escutem essa reivindicação nossa, tanto na questão social como na questão trabalhista, porque eu tenho certeza que nenhum daqui quer passar três meses sem receber o seu salário, e nós estamos passando e continuamos seriamente dando assistência ao povo de Taquaritinga dentro das condições que nos é posta”, Finalizou.
Por Paulo Pereira | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.