24 de ago de 2015

Novos casos de Aids aumentam 170% em Caruaru

Notificação de casos de Aids entre 2009 e 2014 em Caruaru, Agreste de Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)
Notificação de casos de Aids entre 2009 e 2014 em
Caruaru (Foto: Reprodução/TV Asa Branca)

A cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, registrou um aumento de 170,7% nos casos de Aids.

Entre 2009 e 2014, foram notificados 456 novos casos de Aids em Caruaru. Os números cresceram 170,7% no período, sendo 41 notificações em 2009, 59 em 2010, 65 em 2011, 90 em 2012, 90 em 2013 e 111 registros no ano passado. Este ano, 61 novos casos de já foram registrados no município. Os dados consolidados são referentes até o dia 31 de maio e foram levantados pela coordenadoria municipal de DST/Aids/HV, divulgados pela assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Caruaru.

Atualmente, o núcleo no município atende ainda a pacientes vindos de outras localidades. O relatório aponta que dos 61 novos casos descobertos este ano, 44 deles vieram de cidades como Agrestina, Altinho, Cupira, Jurema, Panelas, São Joaquim do Monte, Sairé, Bezerros, São Caetano, Tacaimbó, Belo Jardim, Santa Cruz do Capibaribe, Riacho das Almas, Cumaru, Vertentes, Ibirajuba, Sanharó, Frei Miguelinho, Taquaritinga do Norte e Barra de Guabiraba.

Nos anos anteriores, Caruaru totalizou 59 em 2010, 65 em 2011, 90 em 2012, 90 em 2013 e 111 registros em2014, fato que vem preocupando os profissionais de saúde da região. Somente de 2009 até 2014, o aumento no número de pacientes infectados pela doença representou um crescimento de quase 100%.

A Aids é o estágio mais avançado da doença, que ataca o sistema imunológico. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, como também é chamada, é causada pelo HIV, vírus que ataca as células de defesa do corpo. Através disso, o organismo fica mais vulnerável às chamadas “doenças oportunistas”, que vão de um simples resfriado a infecções mais graves, como tuberculose ou o próprio câncer.

Estatística por sexo
Os números apontam que há mais casos diagnosticados entre homens. Em 2014 foram 127 pessoas do sexo masculino e 58 do feminino. Em 2013, 142 e 83 respectivamente. Em 2012, 131 e 86. Em 2011, 103 e 62. Já em 2010, 100 e 77.

Primeiro registro
Desde junho de 1997 - quando foi notificado o primeiro caso - até maio de 2015 foram 2.158 registros. Entre estes, 1.020 moradores de Caruaru e 1.138 de outras localidades. Do total, 1.283 homens e 875 mulheres.

Publicado por Paulo Pereira com informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.