10 de jul de 2015

Com 14 contas aprovadas pelo TCE, Jânio Arruda diz estar feliz e fala sobre as perseguições que sofreu

Na última reunião da câmara que aconteceu no dia 2 de julho,o vereador Jânio Arruda (PSD), em tom de desabafo, falou sobre o encerramento do ciclo de julgamentos de todas as suas contas públicas. Ao todo, Jânio foi ordenador em 14 oportunidades e na tribuna da câmara, o político mostrou-se feliz e fez agradecimentos.

Foto: Paulo Pereira / PE mais (Arquivo)
"Durante o período em que estivemos de recesso, aconteceram algumas coisas importantes na minha vida. Quero agradecer à Deus por tantas graças, que ele me concedeu nesse período que estivemos fora das atividades aqui... Eu tive a felicidade de ter visto minha última conta que estava no Tribunal de Contas ser aprovada por aquela corte, e também uma ação de improbidade administrativa que foi movida contra a minha pessoa, quando eu era prefeito, foi também julgada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco me deu ganho de causa, me isentando de qualquer acusação feita naquela ação que foi movida contra, no caso, o ex-prefeito Jânio Arruda."

Com uma vasta experiência na vida pública, Jânio Arruda falou sobre o processo de julgamento das contas:

"Talvez eu seja o político dessa região que tenha tido mais contas para serem apreciadas pelo Tribunal de Contas de Pernambuco, foram 14 contas; 10 da Prefeitura de Taquaritinga do Norte e 4 do FUNTEPE, que é o órgão de terras do estado de Pernambuco, do qual eu fui superintendente durante quatro anos e consequentemente fui ordenador de despesas também nesse período."

"Portanto, todas as 14 contas em que eu fui ordenador de despesas foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, e consequentemente isso nos dá a certeza de que nós trabalhamos direito, sofremos muito, porque é muito difícil você conseguir, principalmente documentos, pós você sair da Prefeitura, é muito difícil!"

Finalizando o discurso, Jânio revelou ter sofrido perseguições e disse que os caminhos estão livre para seguir na política:

"Sofri perseguições durante esse tempo, inclusive advogados foram pagos pela Prefeitura de Taquaritinga, apenas direcionados para tentar torpedear a minha vida pública, mas eu estou muito feliz porque o que aconteceu no final, foi que nos tivemos esse julgamento no dia 17 de junho e as contas foram todas aprovadas".

"Os caminhos estão abertos para que, se Deus quiser, eu possa dar continuidade aos trabalhos na minha vida pública!"Encerrou Jânio.

Por Paulo Pereira | PE mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.