1 de jun de 2015

Na câmara, vereadores criticam descaso com a Saúde em Taquaritinga do Norte

A situação caótica da Saúde do município de Taquaritinga do Norte foi um dos principais temas discutidos na tribuna da câmara de vereadores na reunião que aconteceu na última quinta-feira (28). Os vereadores Luquinha e Eraldo da Pedra Preta dispararam várias críticas contra o governo municipal, os parlamentares apontaram graves problemas que vem acontecendo no hospital Geral Severino Pereira da Silva atualmente.

O vereador Luquinha da Saúde denunciou a constante falta de médicos e criticou a falta de atenção da administração municipal com a Saúde no município:
"Na terça-feira(26) à noite levei duas pessoas com febre altíssima ao hospital, lá disseram; 'Espere um momento!' Eu acho que elas estavam com Chikungunya. Quando estava lá, me chamaram lá dentro e disseram; 'Luquinha, na realidade não tem médico!' 
"Às vezes eu vejo gente falando do passado, a gente não quer saber o que tinha, nós queremos saber o que tem hoje, a situação a gente tem que ver hoje, para se resolver hoje!"
Fui na quarta-feira, levei um menino que caiu de moto e cortou o joelho, abriu um abcesso. Cheguei no hospital não tinha médico. Perguntei e enfermeira não poderia fazer uma sutura, ela disse; 'Infelizmente não, se eu fosse uma enfermeira chefe eu poderia.' Isso é triste! 
"Aí às vezes a gente fica indignado ao escutar o vereador Gilson Carlos ir numa rádio e defender uma coisa que é  indefensável, às vezes é melhor a gente ficar calado!"
"A prefeitura de Taquaritinga do Norte é uma empresa, o prefeito está tomando conta de uma empresa e que amanhã não é dele mais... É mais do que obrigação do prefeito fazer alguma coisa pela população, não é viver com brincadeira não!" 
"Nós vereadores temos que fazer alguma coisa por aquele hospital, porque ele se encontra em estado de calamidade. O povo não está aguentando mais não!"
A vereadora Rogéria de Zeca saiu em defesa da administração:
"Com relação a Saúde, realmente ela é problemática não só em Taquaritinga, esse hospital foi uma problemática quando o ex-prefeito Zeca estava no poder, com certeza quando o vereador Jânio Arruda esteve no poder, também teve situações difíceis e assim é uma problemática no nosso país, infelizmente." 
"Quando meu marido era prefeito também tinha dias de não ter médico no hospital, eu presenciei. É uma problemática mas que existem pessoas que não querem saber. Se vai vender uma cartela de um bingo ficam até soltando charadas!" 
"Não só no município, mas a nível de estado, a nível de Brasil a realidade da Saúde é essa!
Já o vereador Eraldo da Pedra Preta, cobrou solução para a não realização de cirurgias no Hospital Geral Severino Pereira da Silva:
"A gente sabe que a saúde hoje no Brasil, falta médico em todos os lugares, mas aqui em Taquaritinga a gente vê diferente. Acho que se tiver uma pessoa a frente da Saúde que busque parcerias como nos outros municípios para que o hospital volte a cumprir com dever no município. Quantas cirurgias não acontecem hoje em Santa Cruz do Capibaribe? Quantas não se fazem em Vertentes? 
Eu faço um apelo ao secretário de Saúde Ronaldo Veiga e ao prefeito para que busquem parcerias junto ao governo do estado, ao governo federal e ao Ministério da Saúde para que se volte a realizar cirurgias para que não seja preciso tirar o povo para Recife, Caruaru, Garanhuns ou Campina Grande."
O vereador Gilson Carlos defendeu a atual administração e jogou a culpa no Governo Federal. Na tribuna, Gilson elogiou o vereador Luquinha pela ideia de reunir os vereadores para cobrar providências sobre a situação da Saúde no município e falou sobre o bingo realizado em prol do hospital:
"Sabemos que existem algumas dificuldades que não tem como consertar, porque comprar as coisas sem dinheiro eu quero ver quem é esse que compra! Quanto ao bingo, teve pessoas que não tiveram coragem de comprar uma cartela de dez reais."
É natural que os vereadores da bancada de situação defendam a administração, mas seria louvável da parte deles, a simples atitude de admitir que há muito tempo o povo de Taquaritinga do Norte sofre com o drama da Saúde no município e a situação complicada pelo qual passa o hospital. É necessário deixar a política de lado e reconhecer os erros e a falha da administração, pois este, se tornou um problema que já ultrapassa qualquer barreira política, é um problema que está afetando diretamente a população do município.

Até quando os vereadores de situação vão bater continência para o prefeito e continuar dando as costas para o povo?

Até quando a "cegueira política" de uma minoria vai continuar prejudicando a maioria do povo de Taquaritinga do Norte?

Por Paulo Pereira | PEmais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.