5 de mai de 2015

Na TV, Programa do PT defende o legado do partido e diz que “não podemos andar para trás”

Resgatando um pouco do clima da comunicação eleitoral, o programa partidário semestral que foi ao ar na noite desta terça-feira (05) em rede nacional de rádio e televisão, defendeu as conquistas dos governos petistas e lançou mão de slogans como “não podemos andar para trás”.

O filme traz uma série de depoimentos de pessoas beneficiadas pelos programas sociais implementados pelo partido, usando uma mesma estrutura narrativa, a de comparar a situação do país antes e depois do PT.

O programa também aborda as principais questões em destaque atualmente no debate público. Temas como a crise econômica mundial e o combate a inflação, a posição contrária à redução da maioridade penal, maior presença feminina nas representações legislativas e o fim do financiamento empresarial de campanhas políticas.

Com participação de Lula, o programa reforça a posição do PT contra o PL 4.33o/04, que regulamenta as terceirizações para as atividades fim. O ex-presidente resgata a história das lutas dos trabalhadores e argumenta que o projeto é um retrocesso para a classe trabalhadora.

Rui Falcão, presidente nacional do PT, também participa, para afirmar o compromisso do PT na luta contra a corrupção. O programa mostra as ações do partido nessa área e critica a postura de alguns setores da mídia, de responsabilizar apenas o PT pelos atuais escândalos do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.