17 de mai de 2015

CPI da Petrobras baixa em Pernambuco nesta segunda-feira (18)

Do Diário de Pernambuco – Cláudia Ferreira
Em destaque nas investigações do esquema de propinas na Petrobras, a Refinaria Abreu e Lima (Rnest) é o próximo destino da CPI da Petrobras. Após visitar o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, no Paraná, a sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, no mês passado, e as obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), no início de maio, a comissão vem para sua quarta agenda externa amanhã em Pernambuco, com o objetivo de vistoriar o andamento da construção do empreendimento, situado em Ipojuca, Região Metropolitana do Recife.

De acordo com o deputado pernambucano Kaio Maniçoba (PHS), um dos vice-presidentes da CPI, é importante estar “in loco”, sobretudo para ouvir os técnicos da estatal quanto às informações divulgadas sobre a obra. “O que chega para a gente no papel é diferente da realidade. A obra foi orçada em R$ 2,5 bilhões, mas o custo já está acima de R$ 16 bilhões. O que levou a refinaria a gastar tanto?”, questiona o parlamentar.

Além de Maniçoba, compõem a comitiva os deputados federais Fernando Monteiro (PP/PE), Altineu Côrtes (PR/RJ) e Delegado Waldir (PSDB/GO). Segundo o cronograma, os parlamentares chegam ao Aeroporto Internacional dos Guararapes por volta das 10h, quando partem de helicóptero para a refinaria. Perto do meio-dia, os deputados iniciam a visita à área industrial, após uma coletiva de imprensa no prédio administrativo. Depois da parada para o almoço, uma apresentação da Petrobras com esclarecimento de dúvidas está marcada para as 14h30, seguida de uma coletiva final com a imprensa. A visita se encerra no final da tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.