14 de mar de 2015

Brasil é o 8° país com mais conteúdo impróprio para crianças na Internet

Dado foi revelado em pesquisa realizada por fabricante de antivírus

Pais precisam ficar atentos quando seus filhos estão online. Foto: Salim Fadhley/Flickr/Reprodução
A Kaspersky Lab, empresa especializada em segurança digital, apontou o Brasil entre as dez nações onde mais se encontra material online impróprio para crianças. O relatório coloca o país em oitavo lugar, à frente da França e do Reino Unido. As posições acima foram ocupadas por Rússia, Índia, China, Estados Unidos, Vietnã, Alemanha e Argélia. A pesquisa identificou que mais de 1,5 milhão de usuários do software de controle parental da companhia já se deparou com conteúdo inadequado. 

De acordo com o estudo, 68% dos internautas analisados deram de cara com material adulto ou perigoso. A lista dos principais assuntos é composta por “pornografia”, com 59,5%, seguida por “jogos de azar” e “armas” empatados com 26,66%. Logo abaixo estão “linguagem” e “violência”, com 19,93% e 19,53%, respectivamente. Completam a relação “álcool, tabaco e drogas” (19,63%) e “formas de acessar a rede anonimamente” (8,1%). 

No Brasil, os categorias mais acessadas são “chats”, com 75,93% dos usuários, e “conteúdo adulto”, com 59,04%. Os resultados superam a média mundial, enquanto no restante dos assuntos o país teve média menor. A nação atingiu a marca de 105 bloqueios de conteúdo por pessoa, responsável por 2,66% do total, superando os 1,99% alcançados em 2013.

A pesquisa também analisou os hábitos das crianças ao acessar a internet e constatou que “jogos online” é a atividade mais buscada, com 53% dos resultados. Em seguida estão “aprendizagem” (38%) e “mídias sociais” (37%). O estudo completo está disponível em inglês aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.