27 de fev de 2015

Presidente da Câmara de Vereadores participa de Audiência Pública para discutir e planejar a Educação Municipal para os próximos 10 anos‏

No centro, o presidente da câmara de vereadores, professor Afrânio Marques ao lado do secretário de Educação
de Santa Cruz do Capibaribe, Joselito Pedro. (fotos: Paulo Pereira/ASSECOM)
O Plano Municipal de Educação (PME) de Santa Cruz do Capibaribe está sendo discutido e implementado através de audiências públicas que acontecem na Câmara de Vereadores da cidade. Secretário de Educação, professores, coordenadores pedagógicos, vereadores e sociedade em geral participam da audiência, a fim de discutir desenvolver o PME que define as metas para educação na cidade de São Paulo pelos próximos 10 anos, bem como as estratégias para alcançá-las.


Vereadores da situação e oposição estiveram presentes, onde os quais definiram o evento como muito proveitoso. Para o Presidente do Legislativo, Professor Afrânio Marques (PDT), a audiência é de suma importância para que a população e os profissionais da área possam discutir as metas para a educação, sobretudo, a apresentação das estratégias para ser implantadas na Educação Infantil. “O objetivo maior da Audiência é não deixar o Plano com uma ideia única, onde todos possam discutir e contribuir”, disse o vereador Afrânio.


Afrânio destacou pontos importantes no documento como:

· Assegurar a ampliação da oferta de vagas para atender a população em conformidade com dados percentuais do IBGE, onde este ponto deverá acontecer com a colaboração do Ministério da Educação, Estado e Município;

- Promover a busca ativa de crianças em idade correspondente à educação infantil, em parceria com órgãos públicos de assistência social, saúde e proteção à infância;

- Implantação de bibliotecas e brinquedotecas em parceria com o poder público Federal e Estadual, em todas as instituições de educação infantil mantidas pelo Poder Público Municipal, tanto as já existentes como também as que forem criadas;


- Acompanhar, fiscalizar e orientar sistematicamente o atendimento às crianças de 0 a 5 anos e 11 meses em escolas públicas, privadas e todo o Sistema Municipal de Ensino, a partir da vigência do PME;

- Viabilizar Convênios com as Universidades, preferencialmente Públicas, para oferecimento de cursos de graduação e pós graduação aos profissionais de educação;

- Assegurar que quando da aprovação de novos loteamentos , de acordo com normas contidas no Plano Diretor, seja respeitado para cada área pública o espaço de 40mx70m contínuos para construção de creches, sem presença de córregos ou riachos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.